sábado, 17 de fevereiro de 2018

Uma Festa Nas Mãos Da Alta Madrugada


Zé Pelintra - Monroe Rodriguez Singh


Eu caminhava pela rua,
Vindo da lida,
Passei por uma esquina
E vi um
Zé Pelintra
A dançar com
Mil Almas Benditas.

Parei para observar
E eis que chega
Maria Navalha
Para também dançar
Com outras mil
Das Almas Benditas
A girarem.

E ouvi,
Então,
Os atabaques,
Tocados por Ogãs
Que foram servos
De diversos terreiros
No mundo de carne.

E eu ouvi
Um cântico alegre,
Eu vi
Maria Preta cantando
Muito alegre
Um ponto de energia
Da Grande Encruzilhada.

E Zé Pelintra
E Maria Navalha
Me puxaram
Para dançar,
Pedi licença
Às Almas Benditas
E comecei a dançar.

Dei um passo
Para a frente,
Dei dois passos
Para trás,
Dei três passos
E eis que surge
Uma Padilha.

Maria Padilha
Das Santas Almas
Benditas,
Linda morena
A dançar,
Linda morena
A gargalhar.

E Tranca-Rua,
Meu Amigo,
Meu Cumpadre,
Ficou perto
Firmando a Corrente
De outras Almas
A dançar.

E Zé Pelintra
Continuou a festa,
Cigarro trazendo
Outros Malandros,
Carteado trazendo
Outras Malandras,
Festivos Amigos.

E Zé Pelintra
Continuou chamando
Mais Almas Benditas,
Elas chegaram
Do norte e do sul,
Do leste e do oeste,
Todas a dançar.

E com a Padilha
Que comigo sempre está,
Me pus a sapatear,
Me pus a rodopiar,
Me pus a oferecer
Ao momento mágico
Uma dança exemplar.

E olhei para o centro
Da roda
E vi e ouvi milhões de
Sofredoras Almas
Ajoelhadas
A chorar e gemer,
A gritar e a rosnar.

E Zé Pelintra
Comandava
A limpeza daquelas
Tristes Almas,
Comandava com alegria,
Comandava ajudando
Cada uma a melhorar.

Festa boa,
Festa Divina,
Dancei muito,
Dancei tudo,
Ajudei na Magia
E Zé Pelintra me abraçou
Dizendo com alegria:

“É isso aí,
Moço,
A gente tem que dançar,
Dançar sem parar!
Por que ficar
Sem dançar
E ver muito
Filho da puta
Que quer o nosso mal
Rir da gente?
Vamos dançar,
Vamos trabalhar,
Vamos agir na Fé,
Com Oxalá Nosso Pai,
Com Ogum Nosso Pai,
Com Iemanjá Nossa Mãe,
Com Iansã Nossa Mãe,
Girando aqui com cada
Passo que damos
Para ajudar esses
Sofredores todos!
E a gente trabalha
Dançando,
A gente trabalha assim,
Aqui é tudo uma festa,
Mas,
Ninguém fica bêbado,
Ninguém faz safadeza,
Ninguém fica drogado,
Ninguém esquece de abraçar
O irmão necessitado!
Firma isso,
Moço,
No teu mental,
Zé Pelintra,
Teu Malandro,
Sempre vai te orientar
Nessa questão de agir
Como um dançarino
A trabalhar em prol
Da Luz
No meio das Trevas!
E vamos trabalhar muito,
Moço!
E vamos ajudar muitos,
Moço!
E vamos dançar muito,
Moço!
E sem cair
E nem tropeçar,
Moço!”

E eu dancei mais,
E continuo dançando mais,
E continuarei a dançar mais,
Com Zé Pelintra,
Meu Malandro,
Na Encruzilhada Das Almas
A dançar junto comigo!

E a trabalhar!

E a trabalhar!

E A TRABALHAR!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

SALVE
ZÉ PELINTRA
DA ENCRUZILHADA
DAS ALMAS!!!

Inominável Ser
DANÇANDO
TRABALHANDO
COM O ZÉ PELINTRA
QUE O ACOMPANHA




Atabaque & Voz - Malandro (Zé Pilintra) - Madrugada



Oh, Lapa que assistiu minhas tristezas
Oh, Lapa que viu os meus dias de glória
Quando eu andava 
Muito bem acompanhado
De terno de seda e cachecol
Jogado pro lado

Com meu baralho
Pronto para cartear
Fiz da madrugada 
Minha musa meu altar

Rondava os bares
Todas noites sem parar
Mais certa noite
Sob a luz do luar

Meu amigo 
Atingido fui ao chão
E com certeza 
Atingiram o meu coração

Não foi polícia, 
Nem otário, não foi nada
Zé Pilintra foi ao chão
Por amor a madrugada

Mas o que foi? Qual foi o caso?
Não foi nada!
A mulher que eu amava
Se chamava madrugada

Oh, Lapa que assistiu minhas tristezas
Oh, Lapa que viu os meus dias de glória
Quando eu andava 
Muito bem acompanhado
De terno de seda e cachecol
Jogado pro lado

Com meu baralho
Pronto para cartear
Fiz da madrugada 
Minha musa meu altar

Rondava os bares
Todas noites sem parar
Mais certa noite
Sob a luz do luar

Meu amigo 
Atingido fui ao chão
E com certeza 
Atingiram o meu coração

Não foi polícia, 
Nem otário, não foi nada
Zé Pilintra foi ao chão
Por amor a madrugada

Mas o que foi? Qual foi o caso?
Não foi nada!
A mulher que eu amava
Se chamava madrugada

(Salve, Seu Zé Pilintra!)






quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Ela É Teresa, Ela É Analha, Ela É Maria Navalha!


Pombagira Maria Navalha & Malandra Maria Navalha - Felipe Caprini


A mesma
Força,
A mesma
Ginga,
A mesma
Navalha Afiada!

A mesma
Alegria,
A mesma
Energia,
A mesma
Navalha Agitada!

A mesma
Rota,
A mesma
Roda,
A mesma
Navalha Trabalhando!

A mesma
Rua,
A mesma
Curva,
A mesma
Navalha Rasgando!

A mesma
Ordem,
A mesma
Sorte,
A mesma
Navalha Socorrendo!

A mesma
Mão,
A mesma
Ação,
A mesma
Navalha Aguardando!

A mesma
Batida,
A mesma
Luta,
A mesma
Navalha Arrasadora!

A mesma
Raça,
A mesma
Garra,
A mesma
Navalha Guerreira!

A mesma
Fé,
A mesma
Luz,
A mesma
Navalha Brilhante!

A mesma
Missão,
A mesma
Unção,
A mesma
Navalha Envolvente!

A mesma
Estrada,
A mesma
Estrela,
A mesma
Navalha Amada!

A mesma
A mesma
A mesma
A mesma
Maria Navalha!

Uma
É Pombagira!

LAROYE!!!

Outra
É Malandra!

SALVE
MALANDRAGEM!!!

As duas
São guerreiras!

As duas
São  fortalezas!

As duas
São inderrubáveis!

As duas
São verdadeiras!

As duas
São únicas!

Uma foi
Na Carne
Maria Teresa!

Outra foi
Na Carne
Maria Analha!

As duas
São Navalhas
Nas Esquinas!

As duas
São Navalhas
Nas Ruas!

As duas
São Navalhas
Nas Encruzilhadas!

As duas
São Navalhas
Na Grande Encruzilhada!

SALVE SUA BANDA
MALANDRA
MARIA NAVALHA!!!

LAROYE
POMBAGIRA
MARIA NAVALHA!!!

SALVE SUA BANDA
MALANDRA
MARIA NAVALHA!!!

LAROYE
POMBAGIRA
MARIA NAVALHA!!!

SALVE SUA BANDA
MALANDRA
MARIA NAVALHA!!!

LAROYE
POMBAGIRA
MARIA NAVALHA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

SALVE MALANDRAGEM!!!

LAROYE POMBOGIRA!!!

Inominável Ser
SAUDANDO
A MALANDRA
A POMBAGIRA
MARIA NAVALHA