quinta-feira, 26 de abril de 2018

Um Êxtase Que Nos Canoniza - Ana Clara Piai & Inominável Ser



Estou em êxtase
Convulsão de gozos
Delírios com você numa madrugada febril.
A boca que percorre meu corpo inexiste. É sonho!
Atravesso a madrugada suando nos lençóis, gemendo seu nome no entreabrir dos lábios.
Você não está. Você não é. 
Eu, sua. Estremeço e sucumbo a exaustão deste desejo... 

Desenhando outros desejos
No coração da madrugada
Um êxtase intenso
Uma febre incessante
Valores vem
Calores vão
Vapores sobem
E as horas morrem
Junto com os êxtases
De nossas peles
Na alta voltagem
Das elétricas frações
De segundos suados
Que fazem 
O tempo parar

O tempo estático
Os corpos em convulsão.
Lambo teu suor bebo teu sêmen.
Somos o fazer um do outro
Nós pertencemos

Pertencemos aos devaneios
Que o nosso suor faz
Derramar-se sobre a terra
Enquanto te sugo 
O líquido vaginal
E você saboreia meu sêmen
Em um rito de sabores
Que nunca cessam
De chegar ao nosso
Fecundo paladar

Nossos gemidos se fazem ouvir ao longe.
Urramos feito animais em pleno cio
As delícias da carne nua crua e a crueza da entrega plena

Entramos em transe
O mais visceral dos transes
Nos arrebatando para um mundo
Somente nosso
Somente de nós que nos amarram
Um ao outro neste
Cáustico enlace fervoroso
Onde oramos um ao outro
Através de nossas partes
Pudendas a ferver

Ana Clara Piai
& Inominável Ser




Cradle of Filth - Scorched Earth Erotica



Sunset, expect
This to be your last with Our vast return
As Death is set
At three sixes where hill-beacons burn

Darkness, undress
Your descending skirts yield a thirsting altar
Blood-red, yet still unfed
Lips distend ending time to falter

Welcome arms wide and crucified...
the slaughter

Lightning freezes seven
Outtakes from the rape of the world
Sins expelled from Heaven
Now befoul from the bowels of Hell

Where the tragic in theory and practice fell

Last prayers, hang in the air
Each unto their own rag and bonemeal saviours
Strung where crippled vultures dare
Golgotha
Coughs another cross to grave God's failure

One the forest spired
Nurtured in Nature's heart
Now great cedars feed the pyres
Need-fires lit for greater harm
As Her children toy with razors

Sightless and deeply scarred
And the moon arose to phase Her
Cracks a grin so wide it hides the stars

And lights Our path
Back through the shattered glass

Where the tragic in theory and practice meet

Deranged, uncaged
We rage like a plague through this age of greed
Sowers of discord, growing wars to reap
A terrible crop to beat a vicious retreat

Sorched Earth, rebirth
Disintered in the writhe of the lone survivor
Whose worth is worse than the curse
Of Sardonicus choking on his own saliva

Who shares the last laugh now
Dead wedded fates fulfil their vows?
Foot in mouth of sacred cows
Facedown in dust and poisened ground...







quarta-feira, 25 de abril de 2018

Não Se Posicione, Mortal, Na Estrada Da Inevitável!


Nemesis - Melanie Delon


Cuidado,
Mortal,
A Implacável
Chamada De
A Inevitável,
É A Inescapável
Espada Vingadora
Rasgante Como
O Cair Da Noite
Nos Mundos
Materiais
E Imateriais!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Nunca Erra
Onde Seus Olhos
Apontam
Incólumes!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Sempre Distribui
O Mesmo Peso
E A Mesma Medida
A Injustos Pesos
E injustas Medidas!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Sempre Retribui
Com O Sangue
E A Desgraça
Aliados À
Maldição
E À Miséria
De Braços Dados
Com A Justiça
Mais Severa
Todo Crime
Que Lhe Chega
Ao Olhar!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Sempre Ouve
Os Pedidos
De Vingança
Tanto Dos Bons
Quanto Dos Maus,
Ela Não Tem
Escolhidos,
Ela Não Tem
Súditos,
Ela Não Tem
Amigos,
Somente Lhe São
Filhos
Aqueles Que Trazem
Na Fronte
A Sede De Vingança
Irrompendo Pelos
Cósmicos
E Anti-Cósmicos
Horizontes!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Traça Destinos
Que São Os
Construídos
Por Aqueles
Que Caminharam
Pela Inflexão
E Irracionalidade,
Soberba
E Arrogância,
Empáfia
E Orgulho,
Nas Faces De Todos
Os Mundos
Moldados!

Cuidado,
Mortal,
Com A Inevitável,
Aquela Cuja
Invencível Justiça
Além Do Bem
E Do Mal
Aos Vossos Olhos,
É Até Mesmo
Temida
Pelos Imortais
Como Ela!

Cuidado,
Mortal,
Com A Inevitável
Que Joga
As Cartas
De Cada Destino
Que Lhe Cabe
Destruir Como
Justa Paga
Através De Um
Sussurro Pedido
Aos Seus Ouvidos!

Cuidado,
Mortal,
Com A Inevitável,
Ela É
A Noturna Caçadora
Que Divina Pousa
Sobre As Almas
Que São
Nocivas
E Destruidoras,
Animalescas
E Predadoras,
Impiedosas
E Cruéis!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Não Conhece
A Clemência,
Não Conhece
A Misericórdia,
Não Conhece
O Amor
E Muito Menos
Conhece
O Ódio!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
É O Poder
Do Qual
Não Se Escapa,
É A Divina Fúria
Coberta De
Rubras Trevas!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Persegue
Como A Eterna
Implacável Justiceira!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Escreve
Um Destino
Nas Mãos Dela
Como A Eterna
Duríssima Escritora!

Cuidado,
Mortal,
A Inevitável
Executa
Todo Desejo
De Vingança
Como A Eterna
Formidável Vingadora!

Nêmesis
Te Observa,
Me Observa,
A Todos
Observa!

Cuidado,
Muito
Cuidado,
Com Os Teus Atos
Na Terra!

Inominável Ser
EM RESPEITOSA
ELEGIA
À VERDADEIRA
VINGADORA
DE TODAS AS
ESFERAS
CÓSMICAS
E ANTI-CÓSMICAS




O Medo E A Melancolia - Ana Clara Piai



O medo que carrego para a cama a noite é pálido e têm longos cabelos prateados cheios de flores.

Ele, o medo, é quase tão belos quanto a Melancolia que me beija todas as manhãs quando percebo-me ainda viva. Aquela sensaçãozinha de vazio que oprime o peito assim que abro meus olhos...

Me distraio. Tento fazê-lo. Finjo que há coisas urgentes a resolver... A Melancolia esquálida quase apática, vai de um lado para o outro atrás de mim. Sempre levando um pires com uma vela acesa sobre ele.  Por vezes, num descuido, seus cabelos caem sobre a vela e ela incendeia. Ela derrete sobre o calor como que feita de cera. Ela pinga, deforma e escorre pelo chão... Tudo vejo, mais ninguém vê. Na manhã seguinte, ela volta. É cíclico. Deja-vú. 

O medo, chega com a noite, tem ares sedutor. Dorme de conchinha comigo, soprando minha nuca. E ele gosta de contar histórias para eu adormecer, então murmura nos meus ouvidos até que o Orpheu se apiede de mim e leve-me para seu reino.





Cold Cave - Glory



Today's the day my life is gonna change
I've got to get up off the floor
There's another world and it's waiting for us
I've waited so long for so much more

Tonight's the first night of my new life
Saying goodbye to everyone I've ever known
And we could spend the night together
I could be you
And you could be me too

The sun sets so early in December 
The moon is bright and my heart is black 
Promise me you'll always remember 
Never to find our way back 
I was raining and I wanted to be the ocean 
Was a star and I wanted to be the sun 
They want from us what they cannot touch 
Lost and found and glory bound 

For so long I've waited so long 
For so long 
I've waited so long
For so long
Someone like you

There's so much more







terça-feira, 24 de abril de 2018

Sexo E A Desgraça


Lilyann_Suicide

Todo terror da minha carne
Nasce da desgraça pendurada
Entre as minhas desgraçadas pernas,
Alguns centímetros de merda
Que já me guiaram para dentro
De poços de outras merdas.
É um incômodo eterno,
Constante eternidade de desejos
Que latejam esfomeados
Como obsessores nocivos
Dentro de minha desgraçada alma…
Isso também te incomoda,
Leitora que sente a buceta toda
Sempre arder?
Isso igualmente te incomoda,
Leitor que sente a piroca toda
Sempre arder?
E o que fazemos com a desgraça
Deste ardor?
Fodemos como insaciáveis
Desgraçadas bestas pedindo
Mais fodas!
Fodemos como intragáveis
Desgraçados sátiros gemendo
Por mais fodas!
Fodemos como Vampiros
Desgraçados sádicos gritando
Por mais fodas!
Nós,
Os Verdadeiros Desgraçados
Demônios Dos Infernos,
Assim somos Desgraçados,
Assim somos Desgraçados,
ASSIM SOMOS DESGRAÇADOS!!!
DESGRAÇADOS FAMINTOS
NA DESGRAÇADA CARNE!!!
DESGRAÇADOS FAMIGERADOS
DA PUTA DESGRAÇADA
CHAMADA CARNE!!!
DESGRAÇADOS REDUZIDOS
A PUTOS MICRÓBIOS
DA PUTA DESGRAÇADA
DOENÇA CARNE!!!
DOENÇA!!!
DOENÇA!!!
DOENÇA!!!
DESGRAÇADA DOENÇA É
A CARNE!!!
DESGRAÇADA ETERNA DOENÇA
É O CARALHO DESGRAÇADO
DA CARNE!!!
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
DESGRAÇADA
CARNEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!

Uma Desgraçada
Que eu amo…

Inominável Ser
APAIXONADO
PELA DESGRAÇA
QUE É
A CARNE