sexta-feira, 18 de maio de 2007

Estou Enforcado Em Tudo Crucificado


Um instante todo de paz pode ser

Um duradouro instante

De verdadeira centelha

De alguma paz?


Um instante todo prazeroso de alegria

Pode ser um instante realmente

Dotado do radiante poder

Da Deusa Alegria?


Deuses podem chorar enquanto

Os Não-Deuses sorriem diante

Das destruições de lares

Que eram antes eficazes?


Respostas que procuro,

Respostas que eu,

Coveiro Inominável,

Procuro nas Trevas...


Respostas na recusa,

Respostas no não,

Respostas no desprezo,

Respostas no cuspe...


Respostas nos vômitos,

Respostas nos socos,

Respostas nos chutes,

Respostas nos xingamentos...


Respostas duras,

Respostas suaves,

Respostas benévolas,

Respostas malévolas...


Respostas minhas,

Respostas contra mim,

Respostas todas,

Respostas de guerra...


Guerra de um Coveiro Inominável

É guerra que enforca,

É guerra que crucifica,

É guerra sem honra.


A atriz amada vai embora,

A meretriz desejada não colabora,

Os inimigos riem,

Os amigos se esvaem...


A Terra sinto sofrer,

A Terra Vejo sofrer,

Estou a guerrear por Ela,

Estou a guerrear sozinho por Ela...


Dou-me as mãos

Em minha guerra solitária de Cova,

Afinal de contas,

Quem se importa com a Terra?


Dizem que sou um monstro por inteiro,

Dizem que não valho nada,

Dizem que sou lixo,

Afirmam que sou um louco bastardo.


Riem da Cova,

Assustam-se com a Cova,

Não ligam para a Cova,

Mas porque isso me importa?


Me importa porque aqui falo

Da Humanidade Morta,

Me importa porque aqui falo

Da Terra Morta.


Me importa porque dói,

Me importa porque muito dói,

Gritar tanto enforcado,

Gritar tanto crucificado...


Deixo Jesus em paz,

Deixo os mártires em paz,

Não sou Jesus em paz,

Não sou mártir em paz...


Deusa Dor,

Ó Mãe,

Ó Amiga,

Ó Amor!


Deusa Dor,

Enforco-me,

Enforcado,

Enforcando-me...


Deusa Dor,

Crucifico-me,

Crucificado,

Crucificando-me...


Doutrina que cavo,

Romance que narro,

Pedra que lanço,

Desprezo e descaso que recebo...


Mas,

Deusa Dor,

Mesmo assim enforcado,

Mesmo assim crucificado...


Mesmo assim,

Deusa Dor,

Continuo na guerra,

Pois está é a minha tarefa!


Nazistas,

Enfiem em vossos cus

O vosso Nazismo

De merda!


Racistas,

Enfiem em vossos cus

O vosso Racismo

De merda!


Satanistas da Internet,

Enfiem em vossos cus

O vosso Satanismo Internético

De merda!


Diabolistas da Internet,

Enfiem em vossos cus

O vosso Diabolismo

De merda!


Luciferianistas da Internet,

Enfiem em vossos cus

O vosso Luciferianismo

De merda!


Poderosos do mundo,

Políticos e juízes de merda,

Empresários e executivos de merda,

Enfiem em vosso cus vosso poder!


Policiais de merda,

Soldados de merda,

Celebridades de merda,

Enfiem em vosso cus as vossas merdas!


Sim,

Sinto Dor,

A Dor de ser apenas um,

A Dor de cavar a Cavar assim como cavo!


Sim,

Deusa Dor,

Estou enforcado,

Estou crucificado!


Estou,

Mas a guerra deste

Coveiro Inominável

Não será em vão!


Se me abandonam todos,

Foda-se,

Enfiem nos cus falsos

As vossas falsidades!


Se não me compreendem,

Foda-se,

O Inominável Desconhecido

E Os Inomináveis me compreendem!


Se não me amam,

Foda-se,

As minhas Deusas Da Cova

Me amam!


Foda-se,

Leitor virtual,

Se não gostas

De mim Coveiro!


Foda-se,

Leitora virtual,

Se não gostas

De mim Coveiro!


A Dor é infinita,

Sim,

É infinita,

Demasiadamente!


Porém,

Não sou como todos vós,

A aceitarem a

Desgraça Contemporânea!


Nossa Terra Em Dor,

Seus arrombados do caralho,

Suas arrombadas do caralho,

E vocês preocupados com os próprios cus!


Nossa Terra Em Dor

E o caralho do Alemão

E o caralho da Siri

Importando mais do que Ela!


Nossa Terra Em Dor

E tudo o que vós fazeis

É assistir a tudo

Da sala de estar!


Nossa Terra Em Dor

E apenas vós dizeis:

"Como o mundo está violento,

Como o mundo está decadente..."!


Acorda aí,

Doloroso arrombado!


Acorda aí,

Dolorosa arrombada!


Eu,

Enforcado,

Fodido todo,

Guerreio para denunciar isso!


Eu,

Crucificado,

Fodido um pouco mais,

Guerreio para denunciar isso!


Não sou melhor,

Não sou pior,

Sou igual a todos vós,

Sou semelhante a cada um de vós!


A Dor me motiva,

A Deusa Dor me motiva,

A Deusa Dor me enriquece,

A Deusa Dor me aquece!


A Terra me chama,

A este enforcado,

A este crucificado,

Para guerrear por Ela!


Não sou especial,

Não sou profeta,

Sou Poeta Inominável,

Sou Coveiro Inominável!


E dói

E dói

E dói

E DÓI

E DÓI

E DÓI

VER QUE NINGUÉM SE ATENTA

AO QUE NA COVA

É REVELADO,

REVELAÇÕES DE CRIMES,

REVELAÇÕES DE DOENÇAS,

REVELAÇÕES DE FINS,

REVELAÇÕES DE MENTIRAS,

REVELAÇÕES

REVELACÕES

REVELAÇÕES

REVELAÇÕES

REVELAÇÕES

REVELAÇÕES

REVELAÇÕES

Revelações...


Estou enforcado...


Estou crucificado...


Em tudo crucificado...


Estou enforcado...


Em tudo crucificado...


Deusa Dor,

Enforcai-me mais,

Crucificai-me mais...


Melhor ser enforcado

Do que apodrecer cagado

Como um arrombado cego

Igual a vós,

Leitor virtual,

Leitora virtual...


Melhor ser crucificado

Do que apodrecer cagado

Como um arrombado cego

Igual a vós,

Leitor virtual,

Leitora virtual...


Enforcado,

Crucificado,

Escavo melhor

A minha Cova.


Não tenham piedade

De mim,

Eu não tenho piedade

De vós.


Salvem-se por si mesmos

Em vossas próprias

Covas.


A minha Obra em minha Cova

É apenas fazê-los,

Dolorosamente,

Lembrar-lhes disso

Enforcando-lhes aqui,

Crucificando-lhes aqui.


Vão embora.


Retornem.


Esqueçam-me.


Lembrem-se de mim.


Enforquem-se.


Crucifiquem-se.


Ou continuem recebendo

Em vosso cus

As dores que a Terra Morta

Lhes concede.


Parei,

Há muito,

De recebê-las

Em meu cu.


Inominável Ser

ENFORCADO

CRUCIFICADO

NÃO RECEBENDO MAIS

NO CU

AS DORES DO MUNDO





quinta-feira, 17 de maio de 2007

O Desprazer Dos Rostos Humanos


Sou um ser odiado

Sou um ser odioso

Sou um ser que odeia

Odeia todo rosto humano

Odeio o meu próprio rosto

Vomito diante de todo

Rosto humano

Vomito diante

Do meu rosto

Apodrecidas são as feições

Humanas

Apodrecida é a minha feição

Uma maldição é isso

Uma puta maldição é isso

Eu quero rasgar

Todo rosto humano

Eu quero rasgar

O meu rosto

Caralho de rostos malditos

Caralho de rostos humanos

Caralho do meu rosto

Foda é esse ódio

Esse ódio meu

Um ser estranhamente ainda

Humano

Por todo rosto humano

Foda é o meu ódio

Foda é o meu ódio

Foda é o meu ódio

Todo rosto humano

Todo dia vejo

Todo dia tenho o desprazer

De ver

É como tormento infinito

Desgraça maldita

É ter um rosto humano

Eu queria ter

O Rosto Do Diabo

Eu queria ter

O Rosto De Satan

Eu queria ter

O Rosto De Lúcifer

Eu queria ter

O Rosto Dos Deuses Das Trevas

Eu queria ter

O Rosto Dos Deuses Infernais

Eu queria ter

Rostos assim

Mas tenho a porra de um maldito

De um maldito

De um maldito

De um maldito

Rosto humano

Caralho como odeio isso

Caralho como odeio isso

Caralho como odeio isso

Odeio ter um rosto humano

Rasgo meu rosto

Cuspo em meu rosto

Rasgo-o todo

Rasgáveis todos os rostos humanos

Rostos de cadáveres malditos

Rostos de inúteis malditos

Rostos que se acham algo

Rostos que se dizem algo

Rostos da Times

Rostos da Vogue

Rostos Da Globo

Rostos do caralho

Rostos do caralho pelo mundo todo

Canso-me desses rostos

Canso-me do meu rosto

Dai-me uma

Navalha Sagrada

Deusa Maldição

Uma Navalha Sagrada Vossa

Para que eu possa cortar

Todos os rostos humanos

Para que eu possa cortar

O meu rosto

E assim fazer parecer

Todo rosto humano

E assim fazer parecer

O meu rosto humano

Mais parecidos

Com Os Rostos

Daqueles Que Caminham

Pelos Mundos Malditos

Das Trevas

Das Sombras

Das Escuridões

Dos Infernos

Os Rostos que eu amo

Os Rostos que eu adoro

Os Rostos que eu

Que eu

Gostaria de ter

O Rosto Dos Deuses Malditos

O Rosto Dos Dos Deuses Das Trevas

O Rosto Dos Deuses Das Sombras

O Rosto Dos Deuses Das Escuridões

O Rosto Dos Deuses Infernais

O Rosto Do Diabo

O Rosto De Satan

O Rosto De Lúcifer

Rostos Nobres

Rostos Eternos

Rostos Simpáticos

Rostos Amigos

Amigos meus

Pois prefiro a companhia Deles

Do que a de um

Maldito ser humano

Prefiro ser um maldito

Odiando todo rosto humano

E odiando o meu rosto humano

Tendo como

Verdadeiros Amigos

Tendo como

Amigos Verdadeiros

Todos Os Seres Obscuros

Todos Os Seres Trevosos

Todos Os Seres Encontrados

Nas Covas Abismais Da Criação

Pelos que como eu

Não fogem e nem temem

Escavar tais Covas

Todos Os Seres

Como Tu

Minha Amada Deusa Maldição

Senhora Maldita do meu ódio

Por todo rosto humano

Senhora Maldita do meu ódio

Pelo meu rosto humano

Senhora Maldita Cujo Rosto

Eu também quero ter

Mas

De certa forma

De todas as formas

Eu possuo

Os Rostos

De cada um

Desses Seres

Todos meus amigos

Todos meus companheiros

Todos melhores do que

Qualquer ser humano

Todos que me inspiram

Todos cujos Rostos

Seus malditos

De rostos humanos

Suas malditas

De rostos humanos

Vejo em sonhos

Vejo pelas ruas

Vejo agora

São Rostos Belos

São Rostos Eternos

São Rostos Amigos

São Rostos visíveis

Apenas aos que como eu

São Filhos Malditos Da Criação

E odeiam

Rostos humanos

E odeiam

Os próprios rostos

E ODEIAM SER

SERES HUMANOS MALDITOS

COM ROSTOS MALDITOS

QUE SE REDUZIRÃO

AO PÓ EFÊMERO

QUE EM UM CAIXÃO

É O ALIMENTO

DO NADA

EM NADA

PARA O NADA

DE NADA

DE MAIS

SERES HUMANOS MALDITOS

DE ROSTOS MALDITOS

QUE SERÃO OS MESMOS

SEMPRE

SEMPRE

SEMPRE

SEMPRE

SEMPRE

SEMPRE

SEMPRE

SERES HUMANOS MALDITOS

DE ROSTOS MALDITOS

COMO O MEU ROSTO

SERÁ MALDITO

ENQUANTO EU FOR

UM SER HUMANO MALDITO!!!


Inominável Ser

UM SER POSSUIDOR

DE UM ROSTO HUMANO

MALDITO





quinta-feira, 10 de maio de 2007

O Limbo Dos Desgraçados


Chove,

Desgraçados!


Chorem,

Desgraçados!


Chorem

Chorem

Chorem

Na Chuva Dos Perturbados,

Chuva Do Limbo,

Limbo Chuvoso,

Limbo Dos Desgraçados!


Vamos orar,

Vamos honrar,

Vamos comer,

Vamos adoecer,

Vamos esmorecer,

Vamos odiar,

Vamos amar,

Vamos cagar,

Vamos foder,

Vamos crescer,

Vamos morrer,

Vamos vomitar,

Vamos cuspir,

Vamos ruir,

Vamos roubar,

Vamos matar,

Vamos extorquir,

Vamos louvar,

Vamos linchar,

Vamos renegar,

Vamos desprezar,

Vamos resgatar,

Vamos sequestrar,

Vamos esquartejar,

Vamos decapitar,

Vamos enforcar,

Vamos aprisionar,

Vamos punir,

Vamos fugir,

Vamos enganar,

Vamos estragar,

Vamos escancarar,

Vamos estuprar,

Vamos além,

Vamos amém,

Vamos com fé,

É O Limbo

Dos Desgraçados,

Limbo Desgraçado,

O Limbo Dos Desgraçados!


Tome a coragem,

Sirva-se do desgraçado pecado,

Mas pecado não há

Como não há um Deus Único desgraçado,

Deus Único não há,

Não há Deus Único arrombado,

Não há Deus Único fodido,

Não há Deus Único escroto,

Não há Deus Único podre,

Fodam-se todos

Nas desgraças todas de si mesmos

Aqueles que acreditam

Nessa porra de Deus,

Deus do caralho,

Deus Desgraçado,

Tudo É Limbo,

O Limbo Dos Desgraçados,

Limbo Desgraçado,

Limbo

Dos Desgraçados!


Forme o grupo,

Restitua a Deusa Desgraça

Ao Seu Direito,

O Direito De Ser

A Mãe Da Marcha Humana

Dos Desgraçados Humanos

Pelo Limbo,

Limpo tudo está,

Limpo por Ela,

Limpo para Ela,

A Limpeza é de desesperar,

A Limpeza é de desgraçar,

Salve A Face Desgraçada

Do Diabo

Atuante na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Escuridão

Atuante na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Morte

Atuante Na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Solidão

Atuante na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Miséria

Atuante na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Maldição

Atuante na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Meia-Noite

Atuante na Terra,

Salve A Face Desgraçada

Da Deusa Madrugada

Atuante na Terra,

Salve As Faces De Todos Os Deuses

Da Criação

Atuantes na Terra,

Limbo Dos Desgraçados,

O Limbo Dos Desgraçados,

Limbo Dos Desgraçados!


Não se esconda,

Seu desgraçado

A ler-me!


Não se esconda,

Sua desgraçada

A ler-me!


Sou desgraçado

Neste Limbo Dos Desgraçados!


Tu és desgraçado

Neste Limbo Dos Desgraçados!


Tu és desgraçada

Neste Limbo Dos Desgraçados!


Mesmo que eu me mate,

Continuarei a ser desgraçado

Neste Limbo Dos Desgraçados!


Mesmo que tu se mates,

Continuarás a ser desgraçado

Neste Limbo Dos Desgraçados!


Mesmo que tu se mates,

Continuarás a ser desgraçada

Neste Limbo Dos Desgraçados!


Juntem vossas coroas do caralho,

Sejam os fins do orvalho,

Submetam-se ao ouvir do canto

Do Corvo Desgraçado,

O Nunca Mais,

O Nunca Mais que pousou

Sob o busto da Deusa Atena

Na casa de Poe,

Ouçam O Corvo,

Seu desgraçado,

Sua desgraçada,

Ouçam Poe aí mesmo,

Aí em vossa desgraçada morada,

Aí onde vossos cus desgraçados esquentam

As cadeiras desgraçadas nas quais sentam-se,

Ouçam Poe dizer,

Ouçam Poe cantar,

Ouçam Poe gritar,

Ouçam Poe sussurar,

Ouçam Poe:

Limbo Dos Desgraçados,

O Limbo Dos Desgraçados,

Limbo Dos Desgraçados,

Desgraçados No Limbo,

Tolos Desgraçados,

Vermes Desgraçados,

Malditos Desgraçados,

Miseráveis Desgraçados,

Cães Desgraçados,

Limbo Dos Desgraçados,

O Limbo Dos Desgraçados,

Limbo Dos Desgraçados!


Arrotem,

Após ouvirem Poe,

Seu desgraçado,

Sua desgraçada,

Uma graça:

AH,

MEU CU DESGRAÇADO,

COMO SOU DESGRAÇADAMENTE

DESTE

LIMBO DOS DESGRAÇADOS,

O LIMBO DOS DESGRAÇADOS,

LIMBO DOS DESGRAÇADOS!!!


Inominável Ser

ARROTANDO QUE

DESGRAÇADAMENTE

PERTENCE AO

LIMBO DOS DESGRAÇADOS

O LIMBO DOS DESGRAÇADOS

LIMBO DOS DESGRAÇADOS