sábado, 2 de junho de 2007

Vanessa Predadora Cheia De Desgraças


Sou Vanessa Predadora

Cheia De Desgraças,

Aquela Que É A Maria Profanada

Da Religião Do Sangue,

A Religião Dos Verdadeiros

Seres Eternos,

A Religião Dos Vampiros

Filhos De Amalya.


Como vais de desgraças,

Humano que talvez um dia

Eu mate?


Como vais de desgraças,

Humana que talvez um dia

Eu mate?


Sou desejosa,

Humano,

Não sou aos vossos

Desgraçados olhos mortais?


Sou desejosa,

Humana,

Não sou aos vossos

Desgraçados olhos mortais?


Sim,

Humanidade de seres desgraçados,

Eu sou desejosa,

Eu trago muitas desgraças,

Minha Senda é a da

Deusa Desgraça,

Sou uma Vampira Desgraçada,

Sou dos Vampiros

A Senhora Maior Desgraçada,

Minha beleza é a desgraça

Daqueles que pensam,

Daquelas que pensam,

Que eu sou deles!


Não sou da tua

Fodida Raça Humana,

Humano!


Não sou da tua

Fodida Raça Humana,

Humana!


Eu vos desgraço,

Humanos,

Eu vos faço em pedaços,

Sorvo vosso sangue desgraçado

Em taças desgraçadas

Decididamente preenchidas

Após as mutilações vossas

Que eu pouco a pouco provoco!


Sou bela mulher sou,

Sou muito bela,

Mas a beleza minha é a vossa

Desgraça,

Eu vos seduzo,

Eu fodo convosco,

Eu mordo seu pau,

Eu mordo sua buceta,

Eu arranco com os dentes

Seu pau,

Eu dilacero com os dentes

Sua buceta,

Eu vos torturo amarrados

Em túmulos de cemitérios abandonados,

Eu sou da Besta,

Não dominei A Besta,

Sou Predadora,

Sou Besta,

Sou Vanessa,

Sou Desgraça!


Te persigo,

Te arruino,

Te dou o prazer

De ser morto,

Humano,

Entre as minhas coxas

Que tu tanto desejas!


Te persigo,

Te arruino,

Te dou o prazer

De ser morta,

Humana,

Entre os meus seios

Que tu tanto desejas!


Me desejem,

Me desejem mesmo,

Seus montes de merdas humanas

Desgraçadas,

Eu vou matá-los,

Eu vou matá-los,

Eu vou matá-los,

Eu vou matá-los!


E vou obrigá-los a

Recitarem esta oração

Para a minha

E a vossa

Maior desgraçada perdição:



AVE VANESSA PREDADORA

CHEIA DE DESGRAÇAS

OS SENHORES DOS VAMPIROS BESTIAIS

CONVOSCO

MALDITA ÉS ENTRE OS

VAMPIROS BESTIAIS

MALDITO É O SANGUE QUE TU

DERRAMAS PARA DESGRAÇAR

AMALYA

AMALYA

AMALYA


PROFANA VANESSA

PREDADORA CHEIA DE DESGRAÇAS

MÃE DE CADÁVERES DESGRAÇADOS

HUMANOS

ROGAI POR NÓS QUE TU MATAS

PARA QUE POSSAMOS SOFRER

BASTANTE DESGRAÇAS

AGORA E NA DESGRAÇADA HORA

DE NOSSOS SUSPIROS FINAIS

DIANTE DE VOSSA

BELEZA QUE NOS DESGRAÇA

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN

AMEN



E após a oração,

Ergo um altar negro e vermelho,

Ponho os vossos cadáveres nele,

Retiro vosso sangue

E divido vossa carne

Com os outros Bestiais

Que fazem o mesmo com a vossa

Raça desgraçada,

Seu humano desgraçado!


Ao sétimo dia

Cago,

Vomito

E fodo com meus Irmãos

Acima dos vossos ossos!


Foi um prazer desgraçado

Conhecê-los nesta Cova,

Humanos desgraçados!


Será um prazer desgraçado,

Um dia,

Humanos desgraçados,

MATÁ-LOS!!!


Inominável Ser

SENDO MAIS UM DESGRAÇADO

VISADO PELA BELEZA PREDADORA

DE

VANESSA PREDADORA CHEIA

DE DESGRAÇAS





Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: