quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Egrégora Desgraçado!!!!


Do Seu Empoeirado Trono

E Todo Cagado,

Ele Observa A Ruína E O Vazio

Do Salão Universal

Contendo As Chaves Dos Portões

De Toda A Criação

E Indaga Como Existe

E Afirma Que Não Alimenta

O Seu Próprio Existir.


No Salão Ele Ouve

As Vozes De Fantasmas Humanos

A Chamarem Por Ele,

Fantasmas Humanos De Carne,

Fantasmas Humanos De Ossos,

Fantasmas Humanos De Batina,

Fantasmas Humanos Sem Batina,

Fantasmas Humanos De Todas

As Religiões Que Pregam

A Sua Fantasmagórica

Existência.


Como Chamam Por

Ele!


Como Pedem A

Ele!


Como Ajoelham-Se Diante

Dele!


Como Se Perdem Diante

Dele!


Como Se Insinuam Diante

Dele!


Como Se Humilham Diante

Dele!


E Como Ele É?


E Como Ele Faz?


E Como Ele Atende?


E Como Ele Age?


E Como Ele Reage?


Como O Egrégora

Denominado Deus Único,

Denominado O Pai Maior,

Denominado O Pai Criador,

Reage E Age E Atende E Faz

E É

Diante Dos Humanos Tão Fantasmas

Quanto Ele

Que Nele Crêem?


Ah,

Fantasmagórica Humanidade

A Crer Em Um Fantasma,

Ele É O Fodido

Que Representa A Todos Vós,

Ele É O Grande Fodido,

Ele É O Pai Dos Fodidos,

Ele É O Guia Dos Fodidos,

Os Fodidos Humanos

Como Vocês Que Nele Crêem,

Humanos Fodidos Que Alimentam

A Poeira A Encobri-Lo

Em Seu Empoeirado Trono,

Fodidos Humanos Que Oram

Por Ele

Cagando Asneiras Que Se Esvaem

Na Poeira Das Auroras Negadas,

Fodidos Humanos Que Falam

Nele

Vomitando Palavras Assassinadas

Pela Ronda Das Trevas,

Fodidos Humanos Que Juram

"Por Deus",

Fodidos Humanos Que Dizem

"Graças A Deus",

Fodidos Humanos Que Dizem

"Se Deus Quiser",

Fodidos Humanos Que Dizem

"Deus Quer"!


Deus É Um Fodido Egrégora

Empoeirado,

Fodidos Humanos

Empoeirados!


Deus É O Egrégora Fodido

Que Te Desgraça Mais

Na Poira De Vossas Fodidas

Existências Fodidas,

Fodidos Humanos

Empoeirados!


Melhor Não Seria,

Sendo Tão Fodidos,

Sendo Tão Desgraçados,

Me Ter,

A Deusa Desgraça,

Como A Vossa Mãe Maior,

Como A Vossa Criadora,

Já Que Sou Real Ao

Ser-Lhes A Desgraça

De Crerem Em Um

Egrégora Desgraçado,

Um Egrégora Empoeirado,

Um Fantasmagórico Tirano

Que Todos Vós Puseram

Como O Regente Único

De Todas As Esferas

A Tudo Mover,

A Tudo Fazer Girar,

A Tudo Fazer Dançar?


Ah,

Fantasmagórica Humanidade,

Mesmo Que Me Neguem

Eu Sou Vossa

Mãe Maior,

Eu Sou Vossa

Mãe Criadora!


A Desgraça De Crer

Em Um Deus Único

Afirma Que Eu Sou

Assim Para Todos Vós

Na Poeira De Vossas

Desgraçadas Existências.


Inominável Ser

TENDO COMO

SUA MÃE MAIOR

TENDO COMO

SUA MÃE CRIADORA

A DEUSA DESGRAÇA




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: