sexta-feira, 7 de março de 2008

O Purgatório De Ritaha


A Deusa Meia-Noite Abre Seu Purgatório E Todos Os Purgatórios Gritam... Todos Os Purgatórios Em Gritos... Purgatórios Terrestres... Purgatórios De Outros Mundos... Purgatórios De Outros Universos... Purgatórios De Outras Criações... Ritaha, Rainha Amaldiçoada De Seu Purgatório Nas Sendas Enlouquecidas Da Meia-Noite, Ela É A Grande Enlouquecida, Ela É A Grande Obsediada, Ela É A Grande Mãe Sofredora Dos Que Desencarnaram, Em Suas Esferas Próprias Além Das Esferas Todas Conhecidas, Através Do Sangue Derramado E Do Sangue Que Derramaram! Ritaha Enlouquecida... Ritaha Obsediada... Ritaha Sofredora... Ritaha, Rainha Que Acima Está Dos Enlouquecidos, Dos Obsediados E Dos Sofredores Dos Mundos De Sewhytorak!

Deusa Loucura
Na Deusa Meia-Noite,
Ritaha Jovem,
Ritaha Anciã,
Ritaha portando
As dores das gargantas cortadas
Dos Akylons,
Ritaha prometendo mais
Sofrimentos aos
Dilacerados pelos dentes
Do Gigante Yrarh
Que mastiga os ossos
De milhões em seu
Purgatório-Lar!

Ritaha,
A Louca,
Ela Ouve Idoh,
Ela Ouve Raeuy,
Ela Ouve Inader,
Ela Ouve Esaren,
Os Quatro Pais
Da Loucura Da Criação
Na Meia-Noite
Sem Oração!

Ritaha,
A Obsediada,
Em Seu Corpo Jemeu,
Em Seu Corpo Litheu,
Em Seu Corpo Aseeu,
Em Seu Corpo Retaus,
Em Seu Corpo Velayh,
Os Cinco Pais
Da Decadência Das Esferas
Que Na Meia-Noite
De Todas As Escuridões
E De Todas As Trevas
Ficaram Para Trás!

Ritaha,
A Sofredora,
Odoluh,
Omaoruh,
Oretuoh,
Osaxhur,
Oroburh,
Opaortoh,
Os Seis Pais
Da Sentença Altiva
Dos Caminhos
Do Universal Sofrer
Concedendo A Ela
A Paz Guerreira De Ser
Uma Guardiã De Almas
Que Nem O Alto Almeja
Ter!

Ritaha pede ajuda a
Innah,
Inoahe,
Inaoere,
Inajay,
Ilophay,
Iloofer,
Ilahugae,
Os Sete Pais
Dos Círculos Internos
Da Deusa Meia-Noite,
Pede ajuda
Pede ajuda
Pede ajuda
E recebe apenas
Mais Almas
Que São A Sua
Loucura,
Mais Almas
Que São A Sua
Obsessão,
Mais Almas
Que São O Seu
Sofrimento...

Ritaha
Condena-Se Ao Seu
Purgatório...

Ritaha
Contém-Se Em Seu
Purgatório...

Ritaha
Constrói-Se Em Seu
Purgatório...

Ritaha
Destrói-Se Em Seu
Purgatório...

Ritaha não quer
A vossa humana piedade,
Sua pseudocriatura
Sã,
Sua pseudocriatura
Livre de Obsessões,
Sua pseudocriatura
Livre de Sofrimentos!

Ritaha aqui na Cova
Não está para que
A tua humana piedade
Até Ela chegue!

Ritaha veio te dar um recado,
Um recado que te fará
Louco,
Um recado que te fará ficar
Obsediado,
Um recado que te fará
Sofredor!

Ritaha veio dizer-lhe,
Humana,
Humano,
Pseudocriaturas,
Que vós podereis
Violentamente desencarnar,
Vós estais a caminhar
Em um violento mundo
De violento ar,
O Mundo Dominado
Pela Deusa Violência
Que Te Cerca
E Quer Te Abraçar!

Ritaha te dá
Este recado
Aqui na Cova,
Nesta meia-noite
Da Grande Deusa
Meia-Noite,
E te diz que talvez,
Se A Esfera Sangrenta
Girar Sete Mil Vezes
Infinitas
Em Tua Alma,
Humana,
Humano,
Pseudocriaturas,
Vossa talvez violenta
Desencarnação
Possa guiá-los até
O Purgatório Dela...

Ritaha agora ri!

Ritaha ri
De suas faces
De medíocres assustados,
Pseudocriaturas!

Ritaha ri!

Ritaha ri!

Ritaha ri!

E tu,
Agora estás rindo,
Humana,
Humano,
Pseudocriatura?

Ritaha ri,
Ritaha te aguarda,
Qualquer mortal violência
Que te arranque da tua
Carne apodrecida e suja
Pode te guiar,
Humana,
Humano,
Pseudocriatura,
Para o Purgatório Dela...

Ritaha rindo vai para Seu Purgatório... Ritaha rindo vai para Seu Purgatório.. Ritaha rindo vai para Seu Purgatório... E eu estou rindo porque eu vim de lá, eu sou de lá, eu nasci sete mil vezes infinitas lá...

Inominável Ser
EM SEU ATUAL
PURGATÓRIO



Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: