sábado, 12 de julho de 2008

O Livro Do Anticristo - Jack Parsons (Frater Belarion 210)



A Peregrinação Negra


Eis que aconteceu exatamente como BABALON me disse, pois após receber Seu Livro eu desertei da Magia, e pus de lado Seu Livro e tudo relacionado a ele. E fui despojado de minha fortuna (o total de aproximadamente 50,000 dólares) e de minha casa, e de tudo que possuía.


Então por um período de dois anos eu trabalhei pelo mundo, recuperando minha fortuna em alguma coisa. Mas essa também me foi tomada, e minha reputação, e meu renome no trabalho mundial, que era em ciência.


E em 31 de Outubro de 1948, BABALON veio ter comigo novamente, e eu iniciei o último trabalho, que era o trabalho da baqueta. E trabalhei durante 17 dias, até que BABALON me chamou num sonho, e me instruiu num trabalho astral. Então reconstruí o templo, e iniciei a Peregrinação Negra, conforme Ela instruiu.


Eu adentrei o pôr-do-sol com Seu sinal, e dentro da noite cruzei lugares amaldiçoados e desolados e ruínas ciclópicas, e então cheguei por fim à Cidade de Chorazin. E lá uma grande torre de Basalto Negro estava construída, que fazia parte de um castelo cujas mais distantes ameias viravam sobre o golfo das estrelas. E sobre a torre estava um sinal.


E um ser pesadamente paramentado e velado me mostrou o sinal, e me disse para olhar, e contempla! eu vi relampejar sob mim quatro vidas passadas em que eu fracassei em meu objetivo. E eu contemplei a vida de Simon Magus, pregando a Puta Helena como a Sofia, e vi que meu fracasso estava na Hubris, o orgulho do espírito. E eu vi minha vida como Giles de Retz, na qual tentei educar Jehanne Darc para ser Rainha da Feitiçaria, e fracassei por sua estupidez, e uma vez mais por meu orgulho. E eu me vi como Francis Hepburne, Conde Bothwell, manipulando Gellis Duncan, que era um instrumento sem valor. E outra vez como Conde Cagliostro, fracassando porque fracassei em compreender a natureza da mulher em minha Serafina. E fui mostrado como um garoto de 13 anos nesta vida, invocando Satã e mostrando covardia quando Ele apareceu. E me foi perguntado: “Irás tu fracassar novamente?”
e respondi “Eu não fracassarei”. (Pois eu dei todo o meu sangue a BABALON, e não era eu quem falava.)


E depois disso eu fui levado para dentro e saudei o Príncipe do lugar, e depois disso coisas me foram feitas das quais não posso falar, e eles mo disseram, “Não é certo que você sobreviva, mas se sobreviver você atingirá sua verdadeira vontade, e manifestará o Anticristo”.


E nisso eu retornei e fiz o Juramento do Abismo, tendo apenas a escolha entre a loucura, o suicídio, e esse juramento. Mas o Juramento de maneira alguma melhorou esse terror, e eu continuei na loucura e no horror do Abismo por uma estação. Entretanto não mais que isso. Mas tendo passado a ordália de 40 dias eu tomei o Juramento de um Mestre do Templo, mesmo o Juramento do Anticristo ante Frater 132, o Deus Desconhecido.


E assim fui eu Anticristo solto no mundo; e a isto eu estou prometido, que a obra da Besta 666 cumprir-se-á, e o caminho para a vinda de BABALON será feito aberto e eu não pararei ou descansarei até que estas coisas sejam consumadas. E para este fim eu emiti este meu Manifesto.



O Manifesto do Anticristo


Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei.


Eu, BELARION, ANTICRISTO, no ano de 1949 do regulamento da Irmandade Negra chamada Cristianismo, faço meu Manifesto a todos os homens.


Um fim ao pretexto, e à hipocrisia mentirosa do Cristianismo.


Um fim às virtudes servis, e às restrições supersticiosas.


Um fim à moralidade escrava.


Um fim à modéstia e à vergonha, à culpa e ao pecado, pois esses são do único mal o sol, que é medo.


Um fim à autoridade que não é baseada na coragem e na virilidade, à autoridade dos padres mentirosos, dos juízes conluios, da polícia chantagista.


Um fim à bajulação servil e à lisonja dos costumes, as coroações das mediocracias, a ascensão de estultos.


Um fim à restrição e à inibição, pois Eu, O ANTICRISTO, sou vindo entre vós pregando a Palavra da Besta 666, que é, “Não há Lei senão Faz o que tu queres”.


E eu, BELARION, ANTICRISTO, levanto minha voz e profecia, e o digo:


Eu trarei todos os homens à lei da Besta 666, e em Sua lei eu conquistarei o mundo.


E dentro de sete anos doravante, BABALON, A MULHER ESCARALATE HILARION manifestar-se-á entre vós, e levará esta minha obra a sua fruição.


Um fim à conscrição, à compulsão, à arregimentação, e à tirania das falsas leis.


E dentro de nove anos uma nação aceitará a Lei da BESTA 666 em meu nome, e essa nação será a primeira nação da Terra.


E todos que me aceitarem como o ANTICRISTO e à Lei da BESTA 666, serão amaldiçoados e sua alegria será mil vezes maior do que as falsas alegrias dos falsos santos.


E em meu nome BELARION eles farão milagres, e confundirão nossos inimigos, e ninguém permanecerá ante nós.


Portanto eu, O ANTICRISTO, convoco a todos os Escolhidos e aos eleitos e a todos os homens, aparecei em nome da Liberdade, para que possamos findar para sempre a tirania da Irmandade Negra.


Testemunhe minha mão e meu selo neste dia [...] de [...] de 1949, que é o ano de BABALON 4066.



Amor é a lei, amor sob vontade.


BELARION, ANTICRISTO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: