segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Naquela Distante Eterna Manhã Chuvosa...


Há Ainda Aquela Manhã Chuvosa,

Repito Sempre O Momento

Daquele Movimento

Dos Meus Olhos

Em Direção À Grande Neblina

Da Sagrada Madrugada.


Como Hoje Nesta Também

Sagrada Madrugada,

Admiro O Silêncio

Das Coisas Plantadas,

Das Formas Realizadas

E Das Colinas Amadas.


Admiro Lá Ainda

Aquela Eterna Manhã

Chuva

Que Se Manifestou

Naquela Eterna

Madrugada

De Verdades Aladas.


Eu Era Uma Perdiz

Repousante Sobre

O Negro Jardim

Dos Noturnos Sonhos,

Os Terrores Noturnos

E Os Pesadelos Obscuros

Afastados.


Folheava O Livro De Ramesh

Diante Do Portão Solar

De Adamartha,

Erguia Minha Magia

De Intensa Intenção

Ao Alcance

Do Casal Que Me Guarda.


Nomes Antigos Dançam

Agora,

Nomes Antigos Dançam

Diante Daquele Portão,

O Galo Cantante

Uma Segunda Vez Agora

Anuncia Minha Visão.


A Manhã Chuvosa

Se Fez Naquela Madrugada

E Eu Fiquei Na Poderosa

Busca Do Cetro

Da Imperatriz

E Do Imperador

Da Minha Glória.


Sento-Me E Abro Os Olhos,

Fecho-Me Em Meu Ser,

Irrigo Meu Espírito,

Lanço Minha Alma

Ao Precípicio,

O Abismo Me Abraça,

A Cova Me Realça.


Dissipadas As Nuvens,

Dissipadas As Ilusões,

Estou Agora Na Visão,

A Visão Do Casal

Amparado Nas Escamas

Do Grande Dragão Negro,

O Gigante Da Antiga Nação.


Denso É O Meu Ver,

Tenso É O Meu Ver,

Mas O Meu Imperador

E A Minha Imperatriz

Olham Para Mim

E Eu Me Vejo A Sorrir

O Sorriso De Akhafdgyr.


O Imperador

É O Oceano Das Coisas

Dos Vales Tenebrosos

E Ao Mesmo Tempo

É O Oceano Das Portas

Dos Vales Serenos,

Pai Dos Cósmicos Mistérios.


A Imperatriz

É A Donzela Dançarina

Dos Desertos

E Ao Mesmo Tempo

É O Deserto Do Despertar,

Mãe Das Cósmicas Serpentes

Que Picam Para Libertar.


O Imperador

Faz-Se Em Meu Olhar,

Eu Vejo O Esquema

Da Criação

Em Chamas Intensas Arder,

Tudo Nascendo,

Tudo Eterno!


A Imperatriz

Faz-Se Em Meu Corpo,

Eu Vejo O Tecido

Da Criação

Inteiro Se Rasgar,

Tudo Gemendo,

Tudo Eterno!


O Imperador

Abraça A Imperatriz,

Agiganta-Se Tudo

O Mais,

Sou Gigante E Tudo

Mais,

Meu Império É Capaz!


Com Eles,

Toco Nas Mãos

Das Grandes Mães

E Nos Pés

Dos Grandes Pais,

Seduzo O Fim,

Arrisco No Início A Iniciar!


Com Eles,

Abro A Ferida

Do Arashar

E Cubro Os Dejetos

De Inemmar,

Sou Do Perfeito,

Perfeito Sou Em Meu Lar!


Com Eles,

Empunho A Espada

Dos Dias De Lá

E Crio O Escudo

Dos Dias De Cá,

Sou O Grande Médico,

O Guerreiro Do Cósmico Lar!


Com Eles,

Sacrifico A Pomba

Da Paz

E Santifico A Pomba

Da Guerra,

Preciso Lutar,

Preciso Guerrear!


Com Eles,

Vejo Mais,

Vejo Um,

Vejo Dois,

Vejo Três,

A Trindade Inominável

Do Uno Lar!


Com Eles,

Vejo Mais,

Vejo Quatro,

Vejo Cinco,

Vejo Seis,

A Sexta Inominável

Força Do Uno Lar!


Com Eles,

Vejo Mais,

Vejo Sete,

Vejo Oito,

Vejo Nove,

A Nona Inominável

Cesta Do Uno Lar!


A Visão,

A Eterno Visão,

Ainda Aqui,

Ainda Lá,

Sempre Aqui,

Sempre Lá,

Sem Terminar!


A Visão,

A Visão Do

Imperador,

A Visão Da

Imperatriz,

O Casal Da Criação

Mais Feliz!


O Imperador

Samael,

A Imperatriz

Lilitu,

Lilitu E Samael,

O Casal Desta Minha

Cova Feliz!


Samael

Que É O Diabo,

Lilitu

Que É Lilith,

Casal De Esposos

Muito Felizes

Além Dos Infernais Íris!


Samael Diabolos,

Lilitu Lilith,

Hamerah Dan Kaar

Daeram Baerbtan Damar

Rareun Igy Adaf Adasear

Atamus Ytru Ujae Deraru

Agegyn Aregyn Arebylmah!


A Visão

Imperial,

A Imperial

Visão,

Ó,

Diabo,

Lilith!


A Visão

Sem Parar,

A Visão

Se Movendo,

Ó,

Diabo,

Lilith!


A Eterna Visão

Daquela Eterna Madrugada

De Eterna Manhã Chuvosa,

Ó,

Diabo,

Lilith,

Casal Imperial Da Minha Cova!


Inominável Ser

NAQUELA ETERNA

VISÃO







Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: