sábado, 14 de fevereiro de 2009

As Visões De Dagon No Abismo Das Peles - Canto IX


Sopor Abismus... Sopor Abismus... Sopor Abismus... O Gélido Ar Abismal Chega Ao Meu Humano Corpo... O Gélido Ar Abismal Advém Do Meu Não-Humano Corpo... Sopro De Densa Estruturação Cadente E Elevante Ao Mesmo Tempo E Em Infinitos Tempos... Sopor... Abismus... Sopro... Abismo... As Palavras Tecem Em Meu Redor O Ar Abismal E Ilana Chega Soprando Em Meu Espírito A Voz De Dagon Amante Das Coisas Dançantes No Ar Abismal Das Palavras Que Cairam No Esquecimento Das Universais Populações... Palavras No Ar Abismal... Palavras No Ar Do Meu Interno Abismo... Palavras No Ar Do Meu Externo Abismo... Palavras Durante Meu Almoço Entre As Abismais Mesas De Sangue E Lodo... Palavras Durante Meu Jantar Entre As Abismais Mesas De Sangue E Areia... O Sangue No Ar Abismal... O Sangue No Ar Abismal... O Sangue No Ar Abismal... É O Sangue Dos Valentes Guerreiros Que Derramam-No Em Nome Da Sobrevivência Da Força Abismal... O Lodo No Ar Abismal... O Lodo No Ar Abismal... O Lodo No Ar Abismal... É O Lodo Dos Antigos Mistérios Das Verdadeiras Raças Da Criação Lançadas Ao Abismo Quando Da Vitória Das Cortes De Aaron... A Areia No Ar Abismal... A Areia No Ar Abismal... A Areia No Ar Abismal... É A Areia Dos Desertos Filhos Do Grande Deserto De Lilith Revelada Nos Confins Abismais... O Sangue No Ar Abismal É Meu Sangue Também... O Lodo No Ar Abismal É Meu Lodo Também... A Areia No Ar Abismal É Minha Areia Também... E Ilana Está Aqui Para Me Doutrinar Acerca Do Que Não Esqueci... E Dagon Também Está Aqui Para Me Doutrinar Acerca Do Que Não Esqueci... Acerca Do Abismal Sangue... Acerca Do Abismal Lodo... Acerca Da Abismal Areia...



Sangue A Brotar

Do Abismo,

Nove Vezes

Abismal Sangue

Brotando

Do Abismo.


Lodo A Correr

Pelo Abismo,

Nove Vezes

Abismal Lodo

Brotando

Do Abismo.


Areia A Voar

Pelo Abismo,

Nove Vezes

Abismal Areia

Brotando

Do Abismo.


O Abismo

É Fértil,

Fértil No Sangue

Que Brota Maravilhoso

Das Veias De Seus

Sangrentos Campos.


O Abismo

É Fértil,

Fértil No Lodo

Que Brota Maravilhoso

Dos Esgotos De Suas

Lodosas Cidades.


O Abismo

É Fértil,

Fértil Na Areia

Que Brota Maravilhosa

Dos Desertos De Seus

Desérticos Países.


Pelos Abismais

Sangrentos Campos

Abismais Seres

Fodem,

Fodem Sangrando,

Fodem E Bebem Sangue.


Pelas Abismais

Lodosas Cidades,

Abismais Seres

Fodem,

Fodem No Lodo,

Fodem E Bebem Lodo.


Pelos Abismais

Desérticas Cidades,

Abismais Seres

Fodem,

Fodem Na Areia,

Fodem E Comem Areia.


Ilana

Fode Comigo

Agora,

Eu Bebo O

Abismal Sangue

Da Buceta Dela.


Ilana

Fode Comigo

Agora,

Eu Bebo O

Abismal Lodo

Da Buceta Dela.


Ilana

Fode Comigo

Agora,

Eu Como

A Abismal Areia

Da Buceta Dela.


Ilana

Faz Com Que

Eu Me Torne

Agora

Aquela Estátua

De Dagon.


Ilana

Sobre Mim,

Dagon

Em Mim,

Eu Sou O

Abismal Sangue.


Ilana

Em Mim,

Dagon

Sobre Mim,

Eu Sou O

Abismal Lodo.


Ilana

Sobre Mim,

Dagon

Em Mim,

Eu Sou A

Abismal Areia.


Sei Dos

Antigos Mistérios

Do Abismal Sangue,

Ofereço Meu Sangue

Ao Abismo

Das Peles.


Sei Dos

Antigos Mistérios

Do Abismal Lodo,

Ofereço Meu Lodo

Ao Abismo

Das Peles.


Sei Dos

Antigos Mistérios

Da Abismal Areia,

Ofereço Minha Areia

Ao Abismo

Das Peles.


Corto A Minha Pele

Com Duas Adagas

Que Pesam

O Equivalente

Ao Meu Passado

Na Luz.


Corto A Minha Pele

E Dou Para Ilana

Toda A Luz

Que Ainda Me Atrapalha,

Toda A Luz

Da Anti-Natureza.


Corto A Minha Pele,

O Sangue Da Luz,

O Lodo Da Luz,

A Areia Da Luz,

Extinguem-Se

Ao Toque Dela.


Ilana

E Dagon

Cortam Minha Pele

Com As Lâminas

De Suas Espadas

De Abismal Carne.


Recebo

Mais Abismal Sangue,

Recebo

Mais Abismal Lodo,

Recebo

Mais Abismal Areia.


As Trevas

Do Sangue De Ilana

De Dagon

Inebriam-Me,

Encantam-Me,

Amam-Me!


As Trevas

Do Lodo De Ilana

De Dagon

Incentivam-Me,

Fortalecem-Me,

Incitam-Me!


As Trevas

Da Areia De Ilana

De Dagon

Excitam-Me,

Ativam-Me,

Recuperam-Me!


As Trevas,

O Lodo

E A Areia De Dagon

Cobrem-Me De Felicidades

Que A Luz Anti-Natural

Jamais Me Ofereceu!


As Trevas,

As Trevas Do Meu Sangue,

As Trevas Do Meu Lodo,

As Trevas Da Minha Areia,

São As Trevas Da Minha

Abismal Pele!


Feliz

Como Ilana,

Feliz

Como Dagon,

Feliz

Como Todos Os Abismais!


Feliz,

Feliz,

Feliz,

Querendo Mais

Sangue E Lodo E Areia

Do Abismo Das Peles

Do Império De Dagon!


Feliz,

Sou Feliz,

E Quero Beber

O Seu Sangue,

Filho Da Luz

Anti-Natural!


Feliz,

Sou Feliz,

E Quero Beber

O Seu Lodo,

Filho Da Luz

Anti-Natural!


Feliz,

Sou Feliz,

E Quero Comer

A Sua Areia,

Filho Da Luz

Anti-Natural!


Estou Agora

Te Sugando,

Te Bebendo,

Te Comendo,

Filha E Filho

Do Deus Único!


Estamos Agora,

Nós Do Abismo,

Dagon,

Ilana

E Todos Os Demais,

Atacando A Todos Vós!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!


Dagon Wud Ramur!



Atacamos... Atacamos... Atacamos... Sopor Abismus... Sopor Abismus... Sopor Abismus... O Sopro Do Abismo Aí Em Vosso Redor, Sua Desgraçada Do Deus Único, Seu Desgraçado Do Deus Único... O Sopro Do Abismo Aí Sufocando A Todos Vós, Desgraçadas Do Deus Único, Desgraçados Do Deus Único... Aí... Aí... Aí... Aí Estamos, Liberando O Abismal Sangue Vosso... Aí... Aí... Aí... Aí Estamos Liberando O Abismal Lodo Vosso... Aí... Aí... Aí... Aí Estamos Liberando A Abismal Areia Vossa... Aí... Aí... Aí... Ilana Quer Vos Ensinar A Foder No Abismal Sangue... Ilana Quer Vos Ensinar A Foder No Abismal Lodo... Ilana Quer Vos Encsinar A Foder Na Abismal Areia... Dagon Se Aproxima De Vossos Sangues, Desgraçadas, Desgraçados... Dagon Se Aproxima De Vossos Lodos, Desgraçadas, Desgraçados... Dagon Se Aproxima De Vossas Areias, Desgraçadas, Desgraçados... Se Estão Aqui Neste Espaço, Se Estão A Ler Este Portal Do Abismo, É Porque, Suas Desgraçadas, Seus Desgraçadas, Vós Sois Parte Do Abismo Em Vossas Origens, As Verdadeiras Origens E Não As Origens Das Mentiras Várias Das Ciências E Das Religiões... Rasguem As Vossas Peles Com Adagas, Desgraçadas, Desgraçados... Deixem Que Dagon E Ilana E Todos Os Seres Abismais Rasguem Vossas Peles Com As Lâminas De Carne Abismal Das Espadas Deles... A Graça Natural Advém Do Abismo, Sejas Em Graça, Mulher, Aceitando O Abismo! A Graça Natural Advém Do Abismo, Sejas Em Graça, Homem, Aceitando O Abismo! Ilana Sorri, Ilana Tem Vosso Sangue, Vosso Lodo, Vossa Areia... Dagon Sorri, Dagon Tem Vosso Sangue, Vosso Lodo, Vossa Areia... Dagon Sorridente Abre-Lhes As Portas Abismais... Dagon Sorridente Quer Ter-Lhes Como Filhos Na Natural Glória Abismal!









Reações:

2 Lamentos Finais De Cadáveres:

Jaqueline Sales disse...

Aqui é uma casa para se pensar, para se penar muito, pois poucos imaginam o quanto os posts falam de assuntos tão profundos e até mesmo complicados.

Como sempre, há um universo de informações por aqui. deixo um beijUuvooooooooooooooo de amizade e saudade.

Inominável Ser disse...

Agradeço o comentário, Loba Uivante, tu Sabes Ler Verdadeiramente, teus olhos estão bem abertos...

Que Dagon Sorria Para Ti, Loba Uivante!

Voltes sempre que puder!