sábado, 4 de abril de 2009

A Visitante Que Traz A Desgraça Das Trevas Nas Presas Eternas


Desgraçadas são as Trevas

que reinam entre as gentes

de todas as Desgraçadas Floresdtas,

Florestas de estupros,

Florestas de assassinatos,

Florestas de vícios,

Florestas de roubos,

Florestas de enforcamentos,

A Estupradora Floresta,

A Assassina Floresta,

A Viciante Floresta,

A Ladra Floresta,

A Enforcante Floresta,

A Desgraçada Floresta

Das Trevas!


Minha Visitante Das Trevas hoje,

saída das folhagens embebidas

com o sangue de centenas

de verminosos padres

e porcos pastores,

vem trazendo a mensagem que

sangra entre as vestes

do meu Espírito,

Desgraçado Espírito

de um Vampiro

obrigado a caminhar entre

os vermes porcos humanos

tendo a vontade de

agarrar a morena linda cheia

de calor e de sangue,

lançá-la ao solo,

rasgar-lhe as roupas,

espancar-lhe,

sugar-lhe o sangue,

arrancando-lhe o coração

e oferecendo-o

aos Deuses Do Sangue

Das Trevas!


Perigosa a minha sede

de sangue,

perigosa a minha floresta

de abismos sangrentos,

perigosa como A Visitante,

A Visitante que me acalma

aconselhando-me a silenciar-me,

a silenciar-me sobre

O Livro De Ouboros,

a silenciar-me sobre

O Livro De Cnodos,

a silenciar-me sobre

O Livro De Nebula,

a não trair Os Mistérios

Da Grande Noite

Em Sangue,

Os Mistérios Da Antiga

Fonte De Poder

Mais Antiga,

minhas presas devem

repousar,

minhas garras devem

repousar,

minha vontade de matar

todas as morenas lindas

do mundo

deve adormecer,

minha vontade de matar

todos os humanos

em meu redor

e no mundo

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer

deve desaparecer...


A Visitante

traz de lá

das Desgraçadas Florestas Das

Trevas

uma mensagem,

A Eterna Mensagem

mais uma vez,

A Eterna Mensagem

outra vez,

as criaturas que me atacam

afastam-se,

as criaturas que combato

afastam-se,

meus inimigos sem carnais

vestes

afastam-se diante da crescente

Força Das Desgraçadas Florestas

em meu Ser

neste momento

e nos últimos meses

que venho recebendo

a Visita Dela,

mais uma Eterna Mensagem

Ela deposita em mim,

mais um Eterno Dizer

Do Desgraçado Sangue

Das Trevas,

Verbo Do Verbo

Do Desgraçado

Sangue Das Trevas,

cravado qual estaca

de infinito

Ouro Das Trevas

n'alma minha

de Desgraçado Vampiro Bardo

Inominável!


Eterna Mensagem

de hoje,

o que tens para me

dizer?


Eterna Mensagem

de hoje,

o que tens para não me

dizer?


Eterna Mensagem

de hoje,

quando vai algo me

dizer?


Assim ficamos,

eu,

A Eterna Mensagem,

silenciosamente,

dialogando apenas

sem as palavras

que se evaporam

e envenenam

a partir do passar

do Imortal Tempo.


Assim ficamos,

eu e

A Visitante,

que um ramalhete

de sangue deixa

em cima de minha cova

e parte para os pés

da Mais Desgraçada

Árvore Que

Eternamente Sangra

No Reino Das Trevas.


As frutas Daquela

Árvore

agora aqui foram

lançadas...


Inominável Ser

DESGRAÇADO VAMPIRO

BARDO INOMINÀVEL

COM SAUDADES

DA VISITANTE







Reações:

2 Lamentos Finais De Cadáveres:

Jorge ribeiro Vieira disse...

Excelentes postagens e excelente blog o seu. Tenho um desafio para você e para seus leitores, um questionário vampiresco,ele está no meu blog. Espero que goste, um abraço.

http://obscurumvitae.blogspot.com/2011/04/desafio-vampiresco.html

Inominável Ser disse...

Agradeço pelo comentário, Jorge Ribeiro, e quando quiser, retorne a este abismal blog. Vou verificar o questionário.