terça-feira, 7 de julho de 2009

.........


Imposta a existência,
A todos nós humanos,
Existência mais repleta
De dezembros dançantes
Nos mais desgraçados
Natais distantes diários
De algum alegre
Grande estado.
Estupros
E
Assassinatos,
Enforcamentos
E
Atentados,
Corpos fodidos
E
Mentes fodidas:
Os resultados dos
Humanos dias existenciais,
Os resultados de toda a
Humana fossa
Dos dias existenciais.
Fossa de bostas humanas
Todas feitas de pensamentos
De bosta,
De palavras
De bosta,
De atos
De bosta.
Onde um pensamento maior?
Onde uma palavra maior?
Onde um verso maior?
Onde uma dialética maior?
Onde uma teoria maior?
Onde uma faculdade maior?
Onde um ensinamento maior?
Onde o maior?
Onde o maior daqui do mundo?
Onde o maior de lá do mundo?
Onde o maior de acolá do mundo?
Onde o maior?
Tudo cagado...
Tudo sendo cagado...
Todo cagar diário
Tudo desce
Nas cagadas...
Tudo desce
Nas humanas privadas...
Quanta bosta,
Caralho!

Inominável Ser
DESCENDO PELA
SUA PRIVADA







Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: