domingo, 16 de agosto de 2009

O Livro Inominável Dos Vampiros - Canto V


Todo Sangue

Carrega Um Poder

Característico

De Seu Ser

Que Bebido

Pode Ser

Em União

Para Com

O Próprio Ser

Da Criação.

Assim Como Vós,

Mortais,

Precisais Da Energia

Do Douro Sol

Para A Alimentação

De Vossas

Vestes Materiais,

Nós,

Vampiros,

Nos Utilizamos

Da Mesma Energia

Em Vosso Sangue

Para Fazermos De Nós

Mesmos

Noturnos Sóis.

Aliamos Nossas Vontades

Às Nossas Verdades

E Quando Sugamos

Vossas Essências,

Vossas Lembranças,

Vossos Medos,

Vossos Prazeres,

Vossos Anseios,

Vossos Intelectos,

Vossos Sonhos,

Vossos Pesadelos,

Vossos Ideais,

Vossos Vícios,

Vossas Virtudes,

Vossas Almas,

Enfim,

Todo O Espetáculo

Dos Internos Palcos

De Vossos Seres,

Somos Plenamente

Naturais.

Não Nos Vejam

Como Anti-Naturais,

Não Estamos Sentados

Em Tronos Inamovíveis

E Nem Imperamos

Sobre As Vossas

Vestes Mortais.

Somos Imperadores

Das Nossas

Vestes Imortais

E O Que Vós

Não Utilizais

Utilizamos Por Vós.

Estamos Presentes

Em Todos Os Mundos,

Estamos Presentes

Ao Lado De Tudo

Que É Mortal,

Vagamos Imensamente,

Vagamos Intensamente,

Vagamos Infinitamente,

Pelas Esferas Vitais,

As Viagens São Proveitosas

E Aprendemos A Voar

Muito Mais

Do Que Vós Podeis Voar

Com Vossos

Conhecimentos Mortais.

Bebemos Do Sangue

Do Conhecimento Universal,

Deus Para Nós

Representa O Que Está

Dentro De Vós,

Deuses Para Nós

Representam O Que Vós

Poderíeis Ser,

Demônios Para Nós

Representam O Que

Alguns De Vós

Sois,

Mortais.

Atingimos A Chama Rubra

E O Sino Toca

Na Igreja Vampírica,

O Poder Do Sangue

É A Verdadeira Máxima

Do Grande Poder

Da Verdadeira Vida.

Atingimos O Fogo

Da Gloriosa Face

Da Verdade Oferecida

Aos Que Bebem

Da Cósmica Verdade,

Sabemos Tanto

Do Viver Da Mais Simples

Mosca

Ao Viver Do Mais Complexo

Alto Ser

De Vestes Celestiais.

Dançamos Na Fogueira,

A Grande Fogueira

Do Fogo

Da Verdadeira Vida,

E Mesmo Mortos

Para A Mentira Ilusória

Da Matéria Despida

De Qualquer Maior

Alta Glória,

Sentimos O Calor

Das Primeiras Chamas

Que Acendidas Foram

Na Criação Toda!

Mesmo Mortos,

Nós,

Vampiros,

Sentimos

O Verdadeiro Calor

Das Esferas

Que Bebemos

Plenos De

Vida,

Verdadeira Vida!

Mesmo Mortos,

Nós,

Vampiros,

Sentimos

O Verdadeiro Calor

No Ritual Maior

De Nossos

Sangrentos Mortos

Corações

No Altar Dos Deuses

Que Nos Promovem

Como Seus Secretos

Filhos Imortais!

Mesmo Mortos,

Nós,

Vampiros,

Recebemos De Deus,

O Verdadeiro Deus,

Uma Das Faces Reveladas

Da Unidade,

A Chama Viva Perfeita

Do Primeiro Fogo

E Todo

O Verdadeiro Calor

Que Nos Aquece

Em Nossas

Eternas Covas!

Ó,

Mortais,

O Verdadeiro Deus

Não Nega

Seu Amor

Aos Que Caminham

Pelas Noturnas Estradas!

Ó,

Mortais,

Os Verdadeiros Deuses,

Advindos Do

Verdadeiro Deus,

Não Negam

Seus Amores

Aos Que Caminham

Pelas Noturnas Estradas!

Ó,

Mortais,

O Um,

Nossa Mãe,

Nosso Pai,

Não Nega

Aos Que Caminham

Pelas Noturnas Estradas

O Poder De Sobreviver

Eternamente

Ao Horror Material

Que Mais Dor Ensina

A Cada Aeon

Tanto Aos Mortais

Quanto Aos Imortais,

Longe Daquele

Do Qual Viemos

E Para O Qual

No Aguardado

Grande Dia

Do Amanhã

Retornaremos!

Glorioso

É

O Sangue

Da Unidade!

Gloriosa

É

A Fortuna

Do Sangue

Da Unidade!

Gloriosa

É

A Forma

Dentro Da Reforma

Do Sangue

Da Unidade!

Oremos

No Sangue

Da

Unidade,

Mortais,

Imortais!

Oremos

No Sangue

Da

Unidade,

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Vampiros

Reais!








Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: