quarta-feira, 21 de julho de 2010

.........


Ovelha podre,

oferecida ao sacrifício,

qual o benefício trazido

a esta Humanidade

eternizada no

vício?

Ovelha maldita,

crucificada no Calvário,

o que te trouxe para

um mundo inteiro

afundado na cinza

da vergonhosa afronta

a tudo do Alto?

Ovelha miserável,

por que me olhas

piedosamente,

eu nada tenho a ver

com tuas palavras,

por que assim me

olhas?

Ovelha desgraçada,

ficas aí orando

pelos seres que viestes

iluminar

ou põe a mão na

porra da humana massa

desordenada

a fim de curá-la

da doença denominada

Queda Em Mais Quedas?

Ovelha,

pobre ovelha

da Judéia,

tenho este direito

de assim me dirigir

a ti

ou estou sendo

um rebelde satanicamente

inspirado

pela minha decepção

diante de todos os danos

que cercam as coisas

deste mundo

que viestes,

teoricamente,

salvar

a mando do

Pastor Das Luzes?

Ovelha,

ovelhinha,

foda-se,

não me importo mais

com as consequências,

eu ataco,

simplesmente ataco,

a falta de decência

e o abandono

desta gente toda

humilhada

que pensa ser algo

espalhada pelos

quatro cantos da Terra!

Ovelha,

mestre dos hipócritas

elevados,

o que para mim

pode haver

de mais torturante:

ver a minha

desestruturação

existencial

ou

assistir ao

iniciar da estrutura

da sobrevivência

de tudo dentro do

Mal?

Ah,

ovelha,

não me responda

com parábolas,

não sou da merda

da tua santa laia!

Sou um profano,

ovelha,

e crucificarei a todos

que imitam seus berros

de moribundo fracassado

diante do

Pastor Das Trevas.


Inominável Ser

AUTÊNTICO LOBO

DAS TREVAS








Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: