terça-feira, 9 de novembro de 2010

Amores Noturnos Inomináveis - Os Amores Convocam - Para Quê A Sanidade Do Comum Diante Da Insanidade Do Incomum?


Os coloridos dispersam-se

Os ritmos são tambores novos

No Negro


As colorações são névoas de farpas

Os estampidos dos tambores

São O Negro


Preferível ter a companhia

De todos os Deuses Das Trevas

De todos os Deuses Infernais

De todos os Deuses Abismais

Do que a de um religioso

Que pensa que o seu Deus Único

É maravilhoso


Preferível ter a companhia do Diabo

Fumando aqui à minha esquerda

Um cigarro de intensas certezas

Do que a companhia de um cretino

Que se acha digno apenas porque

Possui imensa riqueza


Preferível ter a companhia de Satan

Aqui ardendo em insanidades nada vãs

Que blasfemam maravilhosamente

Contra as cruzes de um mundo

Fadado ao desespero desgraçado

Do limbo das falsas lágrimas


Preferível ter a companhia de Lúcifer

Aqui me iluminando com

A Tocha Da Estrela Dos Amanhãs

Do que ser um cego boçal

A emitir palavras comuns

Pelo mundo virtual

Ou fora do mundo virtual


Preferível ter a companhia de todos

Os Demônios Dos Infernos

De todos os Demônios Inomináveis

Melhores do que todos vós

Seres humanos que se refazem

A cada queda do morro

De suas cegueiras

E nunca aprendem que tudo

Não é o que possui nome

E o que vêem materialmente


Preferível a companhia da Deusa Morte

Preferível a companhia da Deusa Miséria

Preferível a companhia da Deusa Desgraça

Preferível a companhia da Deusa Escuridão

Preferível a companhia da Deusa Solidão

Preferível a companhia da Deusa Madrugada

Preferível a companhia da Deusa Meia-Noite

Do que a das presenças podres

De cada um de vós

Seus humanos esgotados

Seus humanos fracassados

Seus humanos fodidos!


Preferível a companhia dos Vampiros

Sugando o sangue de um maldito

Humano fodido

Enquanto eu gargalho vendo o sangue

Ser lentamente sugado

Enquanto eu gargalho vendo mais um

De vós que odeio

Morrendo!


Preferível isso tudo

Preferível

Mas

Sou humano

Sou fodido como vós...


Contudo

Não me valho da minha condição fodida

Para ser igual a vós

Eu guerreio

Eu guerreio

Eu guerreio muito

Acompanhado pelos que

Também guerrearam para não serem

O que vós sois


Falo dos Inomináveis

Falo das Inomináveis

Somos gente diferente

Se é que podemos ser chamados

De gente...


Vós podeis nos chamar de animais

Já que preferimos também

A companhia nobre dos animais

Do que a vossa companhia

Que apenas pode nos fazer

Mal mal mal...


Não somos da feira

Não somos nemesedianos

Não somos solitarys

Não somos Renatas Dementes

Ou qualquer demente humano

A pensar que a Realidade

Se mostra apenas

No comer

No beber

No dormir

No transar

No festejar

No esbaldar-se

Com as rações disponíveis ao nosso alcance

Como vós fazeis

Semelhantes a porcos de chiqueiros

Que nem lavados são


Nos xinguem bastante

Nos odeiem bastante

Não estamos nem aí

Não somos comuns como vós

Somos incomuns como

Alguns de vós

Alguns de vós que Ouvem

Os Cânticos Noturnos Das Verdades Noturnas

E se aproximam de nós

Inomináveis

Com seus nomes

Ou sem os seus nomes


Não somos como vós

Nós

Inomináveis

Não somos

E Sabemos que vós comuns

São apenas pobres coitados

São apenas pobres infelizes

São apenas pobres humanos fodidos


Sou humano

Sou humano fodido


Mas

Sou Inominável


Quem pode dizer que eu sou

O contrário?


Quem pode dizer que eu não seja

Um louco

Amado por Feminis Criaturas

Do Astral Que São

As Inomináveis?


Sou louco!


Sou louco!


Sou louco!



Sim

Sou louco

Pois preferível é

A Deusa Loucura

Amando-me abraçando-me

Acasalando-me abençoando-me

Do que me sentar em um boteco

Beber um cervejinha

Conversar besteirinhas

Enquanto o mundo inteiro

Se torna um borbulhar de ruínas

Seus bostinhas!


ACORDA

HUMANIDADE FODIDA

DEIXA DE SER COMUM

E ARRANCA DAÍ DE SEU PEITO

O VERDADEIRO GRITO DA LIBERDADE

MESMO QUE O VOSSO PRÓPRIO SANGUE

NECESSITE CAIR

E CRÂNIOS SEJAM POSTOS

ACIMA DE TODOS OS MUROS

E O CAOS SEJA PAI

DE TODO HORIZONTE TERRESTRE!!!



Amores Noturnos Inomináveis

Também são

O Amor Pelo Retorno

Da Verdadeira Humanidade


Inominável Ser

LOUCO

INCOMUM

INOMINÁVEL








Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: