quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Amores Noturnos Inomináveis - Os Amores Convocam - Dentro Da Noturna Marcha Da Negra Hora


Aquele Que É O Verdadeiro

não nos condena,

Garota Dos Negros Sonhos,

estamos vigilantes

e em constantes passos

rumo ao Lado Sombrio

Da Eternidade.

Venha,

negra amiga de origens

que ultrapassam

as minhas próprias

eternas origens,

caminhemos juntos

dentro da Noturna Marcha

que nos carrega

para o interior da Energia,

A Moldadora Dos Seres,

A Moldadora Das Raças.

Sem valores,

sem Bem,

sem Mal,

sem juízos,

sem prejuízos,

sem conceitos,

sem preconceitos,

Noturna Musa,

caminhemos em direção

ao Sentido Original.

Façamos dos nossos pés

esmagadores dos falsos

Eus

que nos atormentaram

nas terras de breus

onde vivemos antigamente

quais comuns vermes

que humanamente sabiam

apenas a hora de nascer

e a hora de morrer.

Nós já morremos,

nós já nascemos,

dentro da Grande Noite,

Esta Assombrosa Gigante,

Mutilante Assaltante,

Geradora Onipotente,

Incentivadora Onisciente,

Matadora Onipresente,

Que Agita As Negras Ondas

Do Negro Mar

Dentro Do Grande Mar

Pelo Kosmos A Girar!

Vem ali A Maré!

Vem ali A Maré!

Vem ali A Negra Maré!

Busquemos A Negra Maré!

Busquemos A Negra Maré!

Busquemos nadar dentro

da Força Daquele

Que Está Na Origem

E No Fim,

No Alto

E No Abismo,

Na Vida

E Na Morte,

No Efêmero

E No Eterno!

Busquemos

O Inominável Desconhecido,

ò,

O Inominável Desconhecido,

Aquele Que É,

Aquele Que Foi,

Aquele Que Será

Aquele Que Está Sendo,

Uma Das Faces

Da Unidade!


Não somos crentes,

leitores de humana

amerdalhada mentalidade.

O nosso evangelho

é uma cruz quebrada

e a nossa bíblia

são asas de Anjos arrancadas.

O Inominável Templo,

A Inominável Igreja,

está dentro de nossas

Inomináveis Almas.

Os vossos templos,

as vossas igrejas,

repletas de ratos

a cultuarem

a Corrupção do

Falso Originador

De Toda A Vida,

cheiram tão mal

quanto os vossos

rabos.


Querem cheirar o meu rabo

e o rabo da Garota

Dos Negros Sonhos?


Inominável Ser

NA BUSCA MAIOR

DE SUA INOMINÁVEL

NOTURNA EXISTÊNCIA






Reações:

2 Lamentos Finais De Cadáveres:

Rart og Grotesk disse...

belíssimo blog! ja estou seguindo, se quiser, acesse meu blog de arte obscura http://artegrotesca.blogspot.com

Inominável Ser disse...

Agradeço-lhe o comentário, Rart, também estou a seguir o vosso trabalho, o qual considero muitíssimo interessante. Visitarei sempre o vosso blog.