terça-feira, 3 de setembro de 2013

Amores Noturnos Inomináveis - Os Amores Convocam - A Selvagem Magia Dos Noturnos Tempos




Uma das
Noturnas Mestras
Inomináveis,
Maga Sonhadora,
Realizada Magia
e Realidade Mágica,
chega até mim
sem truques,
sem embustes,
sem enigmas
e sem máscaras.

Ela tem na
mão esquerda
uma pena negra
e na mão direita
o sangue de uma
Jornada.

Ela tem
no olho esquerdo
a Imagem Rósea
e no olho direito
a Cegueira Silenciosa.

Seus cabelos 
nasceram do
Tecido Estelar
e seus pêlos pubianos
nasceram da
Maré Lunar.

Seus pés 
são mais ligeiros
do que os
Garanhões Celestiais
e suas mãos
são tão ardentes
quanto as do
Arcanjo Khamael.

Seu rosto
É O Passado,
É O Presente,
É O Futuro.

Seus seios
são os de
Afrodite,
são os de
Hecate,
são os de
Eva,
são os de
Lilith.

Sua nudez
é a
Sublime Bondade
e a
Firme Perversidade.

Ela chega
para me buscar,
em meio aos meus
noturnos momentos
de falecimento
total,
retirando-me da cova
e me abençoando
e abraçando
no Labirinto Eternal.

Junto com Ela
arranco risos
Daquele Que Nunca Fala


arranco lágrimas
Daquilo Que Nunca Chora

faço estremecer
Aquele Que Nunca Estremece

faço cair
Aquilo Que Nunca Cai

realizo os Encantos
Daquele Que É O Encanto

realizo os Planos
Daquilo Que É O Plano

imito os Passos
Daquele Que Eterno Caminha

imito os Pousos
Daquilo Que É O Eterno Pouso

aprendo as Canções
Daquele Que É A Canção

aprendo as Danças
Daquele Que É A Dança

engolfo-me na Luz
Daquilo Que É A Luz

engolfo-me na Escuridão
Daquele Que É A Escuridão

viajo pelo Paraíso
Daquilo Que É O Paraíso

viajo pelo Inferno
Daquele Que É O Inferno

...

Eu e Ela,
Cinzentos Selvagens Magos
desta atual
Segunda Idade
Das Trevas
globalizando 
a Desgraça Contemporânea,
Senhora Contemporânea
Soberana
Da Terra,
juntos
juntos
juntos
juntos
juntos
juntos
juntos
juntos
juntos
na Magia!

Magia,
Noturna Magia,
somos dois
Filhos Diretos,
Inomináveis Filhos,
da Magia!

Quando retorno
do meu
Noturno Aprendizado,
não tenho
saudades Dela,
pois Esta permanece
sempre ao meu lado
e na frieza semelhante
ao fogo
de minha cova!

A Inominável Magia 
permanece!

A Magia
permanece!

A Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Magia!

Inominável Ser
INOMINÁVEL MAGO
ADEPTO DA
INOMINÁVEL CHAMA
SERPENTINA
SILENCIOSA


  






 


Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: