terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Amores Noturnos Inomináveis - Os Amores Convocam - Tocando-Te Como A Infinita Inominável Grande Noite




Minhas mãos
são todas as mãos
tocando-Te,
Noite,
Grande Noite,
Representada
pela Inominável 
Danosa Mulher
De Seios Famintos.

Mulher que sobe
A Escadaria Infernal,
chamando a todos os
Demônios Inomináveis
pelos Nomes,
Os Verdadeiros
Nomes.

Mulher que sobe
em minha cova,
me chamando como
Demônio Inominável,
o meu Nome,
meu Verdadeiro
Nome.

Mulher,
Inominável Mulher
Que Seduz E É
A Noite,
A Grande Noite,
toco-Te como
Tu me tocas,
tomando minhas
palavras,
tomando meus 
atos,
tomando meus
passos,
tomando meu
cu,
tomando minha
pica,
tomando meus 
lábios...

Mulher,
Noite,
Grande Noite,
Tocando-Me
Tu me dás
a alegria que 
não encontro
em nenhuma
humana de carne
e osso,
em nenhuma mundana
que caminha
balançando 
a bunda
pelas ruas,
em nenhuma fulana
que eu venha
a olhar
desejando
fodê-la...

Mulher,
ó,
Grande Inominável
Mulher,
toco-Te 
como o devasso
de vários anos
que eu sou,
toco-Te
como o audacioso
poeta sem regras
que eu sou,
toco-Te 
como o agraciado,
pelo Inominável,
como o médium 
mais do que perfeito
de tudo aquilo
que não pode
ter um nome...

Mulher,
Tu Que És
A Noite,
A Grande Noite,
dê-me as jóias
todas
da
Noturna Verdade,
da
Noturna Senda,
da
Noturna Roda,
da
Noturna Ronda,
da
Noturna Corrida
Em Direção
Ao Verdadeiro
Destino
De Todos
Os Inomináveis.

E Que
A Vossa
Inominável Nudez
Seja Todo Castigo
Para Todos Aqueles
Que Pronunciam
Vosso Nome
Sem Conhecerem
Vosso Sobrenome!

Inominável Ser
TOCANDO
NA
INOMINÁVEL MULHER
QUE É
A GRANDE NOITE
Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: