domingo, 16 de março de 2014

Os Ícones Sangrentos Dos Amanhãs




Quente é a terra
molhada com
todo o sangue
dos vencidos
e dos vencedores
a cada faustosa
íngreme batalha.

Batalhas pelo frescor
da brisa gélida
do Amanhã
quando vencidos
e vencedores
serão apenas lembranças
em pó.

Haverá tal dia
quando O Primeiro Deus
E A Primeira Deusa
Sanguinários
Pousarem Seus Olhos
No Horizonte Alvo.

Os firmamentos escreverão
os nomes de todos nós
que nos alimentamos
do Líquido Maior
Universal,
seremos Os Primeiros,
seremos Os Únicos.

Julgaremos de toda
dolorosa fraqueza,
jogaremos todos os fracos
aos Derradeiros Leões,
imperaremos como
Verdadeiras Serpentes
E Dragões.

Somos O Veneno
Do Amanhã,
Somos A Luz
Do Amanhã,
o sol vai morrer,
a luz vai morrer,
o dia vai morrer.

Morrerão ainda
os bons e os maus,
as posses e os seguros,
as mentiras e as verdades,
o alvorecer e o crepúsculo,
o ódio e o amor,
a tristeza e a alegria.

Morrerão também
os homens e as mulheres,
todos fracassos,
todos míseras formigas
dentro do Cósmico
Esquema Vital
Da Imortalidade.

Tu morrerás,
leitora e leitor
destes proféticos versos
famintos pelo vosso
sangue,
seja este puro
ou impuro.

Tu morrerás,
leitora e leitor
destes terríveis versos
famintos pelo vosso
sangue,
seja este antigo
ou novo.

Tu morrerás,
leitora e leitor
destes sedentos versos
famintos pelo vosso
sangue,
seja este frio
ou ardente.

E eu fecharei
a tampa do vosso
belo caixão
e encobrirei a este
com a terra de um
belo cemitério
no meio do Grande Deserto.

Inominável Ser
VAMPIRO
E COVEIRO



Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: