sexta-feira, 23 de maio de 2014

.........



Entrego assim meu nome
a um enredo
sem nenhum fim
diante das calamidades
da Humanidade,
Desgraçada
Decadente
Humanidade.
Um arrepio percorre
cada milímetro
d'alma minha
quando a entrega
é realizada
diante do Negro Portal
Cósmico,
Portal
Maior
Eterno.
A entrega segue
sem riscos,
estou na medida
do impossível,
acompanhada por minha
Sibilante Mãe,
Sibilante
Brilhante
Matriarca.
Entrego-me a Ela,
também,
junto com meu nome,
diante da
Primordial Face
Dela,
Face
Que
Primeiro
Sibilou
Na
Criação.
Abandono tudo que
é humano,
deixo tudo que é
o Lixo Humano,
arroto e vomito
toda Humana Comida
Que È Ser
Um Humano Lixo
Moldado,
Lixo
Nascendo
Todo Dia.
Abandono e fico
ao colo
de Lilith,
Lilith
Rica
Absolutíssima.
Humano Lixo,
abandone seu
Eu,
abandone seu
Outro,
abandone seu
Ter,
Venha
Junto
Comigo
Entregar
O
Seu
Nome
À
Primeira
De
Todos
Os
Imortais.
Humano Lixo,
Lilith quer
pôr-te ao colo,
Colo
Afável
De
Primordial
Mãe.
Humano Lixo,
Lilith quer te Fazer,
como a mim
Fez,
Imortal
Ente
Eterno
Livre
Do
Divino
Castigo
Da
Divina
Mentira
De
Um
Deus
Único.

Inominável Ser
AO COLO
DA ÚNICA
QUE É
A SERPENTE


Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: