sábado, 22 de agosto de 2015

Orfeu E A Lira Infernal


 
 
 Expressiva é A Arte
Que encanta cada Potestade
Que no Inferno grita
Impuros Sacrilégios.

Ouça a nota perfeita
Do Divino Bardo
Que ao Inferno desceu...

Grandiosa é A Música
Que abre as Portas
Das Vestimentas Rubras
Dos Quatro Reis Coroados.

Ouça a nota perdida
Do Divino Bardo
Que ao Inferno desceu...

Poética é A Mensagem
Da Vulva De Lilith
E da Lira De Nahemah
Ao Grande Barco Órfico.

Ouça a nota preferida
Do Divino Bardo
Que ao Inferno desceu...

Eterna é A Marca
Dos Anjos Guardiães
Dos Portões Infernais
Para O Grande Orfeu.

Ouça a nota plena
Do Divino Bardo
Que ao Inferno desceu...

Longo é O Retorno
Do Divino Orfeu
Ao toque da Lira
Que Hades lhe deu.

Ouça a nota paciente
Do Divino Bardo
Que ao Inferno desceu...

E tortuoso é O Caminho
Que Orfeu ainda trilha
Em busca de sua
Eterna Amada Eurídice.

Ouça a nota paladina
Do Divino Bardo
Que ao Inferno desceu...

E escape de ser devorado
Por esta temível
Bacante em Eterno Festival:
A Passagem Temporal.

Inominável Ser
ESCAPANDO
COMO PODE
DE TAL BACANTE
MORTAL
Reações:

2 Lamentos Finais De Cadáveres:

Arthur Claro disse...

Muito bom estes versos, parabéns.

Arthur Claro
http://www.arthur-claro.blogspot.com

Inominável Ser disse...

Muito obrigado pelo seu comentário, Arthur Claro!