quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Ecos Dos Limbos Das Criações



Antes desta Obra atual,
Outras houveram iguais,
Povoadas por seres tão malditos
Quanto nós
E destruídas pelas Vontades
Mais poderosas
Do que as deles que,
Como as nossas,
Eram míseras vontades mortas.

Cada Obra Destruída
Pelas Desconstrutoras Mãos
Gerou Cascas que agora
Estão dependuradas nos Galhos
Da Grande Árvore 
Da Morte
Nos Grandes Domínios
De Sitra Ahra.

No Limbo De Aretz,
As Baixas Forças
Vigiam.

[Primeiro Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Sheol,
Os Magos Negros
Caminham.

[Segundo Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Abron,
Os Cegos Sábios
Dialogam.

[Terceiro Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Tit Aisoun,
Os Venusianos Pervertidos
Copulam.

[Quarto Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Bershoat,
Os Belicosos Artistas
Criam.

[Quinto Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Irasthoum,
Os Destruidores Ferozes
Digladiam.

[Sexto Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Ozmoloth,
Os Famintos Arquitetos
Erguem.

[Sétimo Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Gehenne,
Os Finalizadores Pródigos
Esbravejam.

[Oitavo Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Gehenoum,
Os Rompedores Verbais
Planejam.

[Nono Anti-Cósmico Mistério]

No Limbo De Gehenomot,
Os Autoritários Rebeldes
Rompem.

[Décimo Anti-Cósmico Mistério]

Sitra Ahra
É A Benção
Anti-Cósmica.

[O Anti-Cósmico Mistério]

O Limbo
Do lado de cá
Da Existência
É A Maldição
Cósmica.

E isto não é
Um Mistério
Para nós,
Os malditos
Abandonados pelos Frutos
Da Árvore Da Vida.

Este Limbo daqui
É nossa maldita
Trilha.

Inominável Ser
UM MALDITO
PRISIONEIRO
DO TERRESTRE
LIMBO
Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: