sexta-feira, 30 de outubro de 2015

E Cada Vez Mais Nos Decapitamos...


A sujeira cresce com rapidez,
As tecnologias avançam
Com voraz nitidez,
A garota gostosa
Do comercial da Jequiti
Sempre vai sorrir,
A Rede Globo
Sempre vai fazer
Plim-Plim,
Sílvio Santos
Sempre vai
Ir aí,
O Malafaia
Sempre vai berrar
Ali
E a mãe desesperada
Pela filha estuprada
E morta por dez calhordas
Para o resto da vida morta
Vai chorar
Aqui.

O dono da churrascaria
Continuará empanturrando
Os cus de muitos em seu
Estabelecimento,
A chuva de balas
Nas favelas
Continuará abatendo os
Culpados
E os inocentes,
O baile funk
E a suruba
Rolam por aí,
Refugiados da Síria
Morrem por lá.

O Batman continua
A ser um grande herói,
A Anitta continua
A cantar suas doideiras,
A Beyonce com Jay-Z
Cada vez mais ricos,
Uma enchente matando
Cem ali,
Um terremoto matando
Mil aqui,
Um furacão matando
Milhões
Em cada cidade,
Em cada casa,
Em cada coração,
Em cada alma…

Lá vem
O Natal,
Peru,
Chester
E rabanadas
Enfiados
No olho do cu!

E um
E dois
E três
E muitos
São mortos
Por causa de
Um celular…

Lá vem
O Ano-Novo,
Champanhe,
Cerveja
E oferendas sujando
As praias,
Orgulhando a cada
Olho do cu!

E uma
E duas
E muitas
São mortas
Por causa de
Homens cruéis…

Lá vem
O Carnaval,
Putaria,
Porrada
E vadiagem
No mais explícito
Momento de
Preenchimento
Com fezes
O olho de cada
Cu!

E um
E dois
E muitas
Crianças
E adultos
Passam fome
Nas ruas,
São espancados
E mortos
Pelos playboys,
Pelos milicianos
Ou pelos policiais…

Lá vem
Isso!

Os cus
Comemoram!

Lá vem
Aquilo!

Os cus
Gritam!

Lá vem!

Os cus!

E,
Enquanto isso,
Sem que se perceba,
Os donos de cada cu
Presente nesta Terra
E nesta Humanidade,
Desgraçada
Fodida
Humanidade,
Vão decapitando
A si mesmos
Com perícia,
Técnica
E habilidade!

Mas,
Tudo está bem!

Mas,
Tudo é festa!

Mas,
Tudo é alegria!

Cabeças rolam
Pelo solo,
Mas nunca olhamos
Para o chão
Porque nosso olhar
Concentrado está
No meio do olho
Dos nossos cus,
Ah,
Como somos
Vaidosos,
Como somos
Avançados,
Como somos
Evoluídos!

Como somos
Escrotos…

Inominável Ser
DECAPITADO
POR ELE
MESMO
Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: