sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Muito Prazer, Eu Trabalho Na Noite...



Muito prazer,
Eu trabalho na noite…


Meu trabalho é fazer
Uma viagem a cada noite
Pelas entranhas mais
Extraordinárias…


Meu trabalho também inclui
Uma saída calculada
Entre miolos estourados
Por uma marreta
Ou machado…


Outras funções
Também me são designadas,
Fazendo com que eu
Desempenhe meu papel
Sempre sorrindo através
Da minha navalha…


Olhos ficam nadando
Em bueiros,
Gatos comem orelhas
Arrancadas com serrotes
E um velho hábito meu
Faz nasceras buracos
Nas costas de vários…


Como aplicado em meu
Noturno trabalho,
Fico com o escalpo
De um ou de outro
Que me agrade…


Outros prêmios
Mais comuns
São unhas arrancadas
A tijoladas
E dentes arrancados
A punhaladas…


Ainda vou longe
E escrevo com sangue
O nome de cada sonâmbulo
Que encontro caminhando
Pelos buracos medonhos
Cheios de outros
Do mesmo ofício
Que o meu…


Vou trabalhando
E cortando peles
Firmes
E frágeis…


Vou trabalhando
E regando
Com chamas
Corpos que massacro…


Vou trabalhando
E arrancando
Olhos multicoloridos
Com uma faca
De cozinha…


Vou trabalhando
E caçando
Os fortes,
Os bravos,
Os assustados,
As atrevidas,
As destemidas,
As solitárias,
As mais lindas…


Vou trabalhando
E construindo um
Patrimônio de dores,
De torturas,
De sangue
E de mortes
Das mais variadas…


Quer saber qual é
O meu trabalho?


Não adivinhou ainda,
Idiota,
Qual é o meu trabalho?


Seu pensamento é tão
Lento assim,
Imbecil?


Sua inteligência é tão
Limitada assim,
Desgraçado
Ou desgraçada?


Terei,
Então,
Que falar qual é
O meu trabalho?


Terei?


Ah,
Humanos,
Vocês me decepcionam,
Muito,
Muito mesmo…


Meu noturno trabalho
Não é remunerado,
Eu pago um preço
Que nenhum de vós,
Ousaria pagar…


É um trabalho de
Alto risco,
Qualquer noite
Podem me pegar…


Mas,
Enquanto não sou pego,
A madrugada continuará
A testumunhar
O meu esforço completo
Em meu trabalho…


Eu sou psicopata.


Inominável Ser
PSICOPATA






Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: