quinta-feira, 28 de abril de 2016

O Básico



Repense seus conceitos,
Estão todos enferrujados,
São armadilhas
Para lagartos,
São suplementos
Para moscas,
São nutrientes
Para minhocas,
Idéias que uso
Para limpar
Meu rabo.

Detone suas garantias,
Este Caos no qual
Estamos totalmente
Cagados
E mijados
Rasga qualquer planinho
Que façamos,
Basta uma bala
Na testa
Ou um acidente
Que nos ponha
Em uma cadeira de rodas
Para confirmar
Esta bosta.

Humilhe a seguridade, 
Ofenda a serenidade,
Chute a pacificação,
Estenda as mãos
Para espadas
E guerreie,
Pois o momento
Não é de ficarmos 
Vendo a porra
De nossas vidas
Passar
Ou de sermos controlados
Por dejetos
De terno e gravata,
O momento é
De guerrear!

Monte sua gangue
Com suas palavras, 
Desmonte carrocerias
De mediocridades
Com seus pensamentos,
Amontoe suas bombas N
Com seus atos!

Derrame seu sangue
A favor de um remédio
Que todos possam tomar,
Seja um exemplo
De irremediável
Combatente vasto
De toda merda
Que pelo mundo há!

Acabe com a sua fome
Por mudanças,
Acelere a saciedade
De sua garganta
Pelo vinho
Da Verdadeira
Liberdade!

Isso é o básico
Contra o caralho
Todo politizado
E religioso
Que te sufoca, 
Um caralho
De vários nomes
Que o gado acerebrado
Segue com mugidos
Do caralho!

É o basico,
Mas será mesmo
Que você aí
Sentadinho
E tranquilo
Tem a coragem
De ser
Evolucionário
Antes de tentar ser
Revolucionário?

Inominável Ser
EVOLUINDO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: