quinta-feira, 16 de junho de 2016

Por Que, Mãe?


Abort - Autoria Desconhecida 


* Inspirado no clipe Mazohyst of Decadence da banda Dir En Grey

Não terei a chance
De me alimentar em seus seios,
Nem sentirei o calor de seu corpo
E muito menos ouvirei sua voz
Ao cantar para mim...

Por que, mãe?

A senhora não vai me ouvir dizer
A palavra "mãe",
Nem vai me ver dar
Os primeiros passos,
Nem vai ouvir
As minhas primeiras risadas...

Por que, mãe?

Meu primeiro brinquedo
Eu não terei,
Meu primeiro aniversário
Não será comemorado,
Meu primeiro dia na escola
Não vai se realizar...

Por que, mãe?

A senhora não vai me ver crescer,
Não vai acompanhar
Minha aborrescência,
Não vai me apoiar
Em minhas perdas...

Por que, mãe?

Nunca terei
Um primeiro amor,
Nunca darei
Meu primeiro beijo,
Nunca terei
Minha primeira transa...

Por que, mãe?

A senhora
Não vai me ver na faculdade,
Não vai me ver casando,
Não vai ver os meus filhos
E nem vai saborear
O prazer de ver seus netos...

Por que, mãe?

Eu não vou te amparar
Na velhice,
Cuidar da senhora
Na doença,
Acompanhar a senhora
Nos últimos momentos
De sua vida...

Por que, mãe?

A senhora tirou
A minha vida,
Me abortou
Quando não tinha
Nenhuma saída,
Mas,
Eu isso merecia?

Por que, mãe?

Estou perto da senhora,
Querendo seu colo,
Seu amor,
Seus beijos,
Seu carinho,
Mãe!

Por que, mãe?

A senhora me privou
Do meu direito 
De viver,
Mas,
Que direito a senhora
Tem em querer
Me esquecer?

Por que, mãe?

A senhora nunca
Vai me esquecer,
Eu vou estar sempre
Ao seu lado,
Chamando a senhora
De mãe,
Minha mãe...

Por que, mãe?

Te amo,
Mãe...

Inominável Ser
OUVINDO
UM INTERMINÁVEL
CHORO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: