sexta-feira, 8 de julho de 2016

A Nossa Desgraça Em Conjunto


Disgrace - Nikos Blempoutzakis


A nossa desgraça em conjunto
consiste na força em estupro
de todas as irrealidades forçadas
pelas nossas almas
tão ao terrestre lixo
apegadas.
As fantasias são várias,
o Carnaval
das idéias erradas
nos afoga
junto ao Natal
das atitudes indecorosas.
Decoro é o que
nunca temos,
nossos vômitos estão
em nosso redor,
pisamos ainda nas merdas
que cagamos nos vasos sanitários 
e comemos dos detritos
de nossos próprios
orgulhosos rabos.


Estamos bem?
Estamos mal?
Estamos evoluindo?
Estamos evoluídos?
Temos saúde?
Temos paz?
Temos segurança?
Temos justiça?
Temos alegrias,
Verdadeiras alegrias?
Temos felicidades,
Verdadeiras felicidades?
Se vocês aí fizerem
pelo menos um esforço,
verão que nossas existências 
são produtos do mercado
de cada porra das ilusões
vendidas nas feirinhas
das ruas abastadas
da Deusa Desgraça.


Não estamos com nada,
minha desgraçada gente!
Não somos nem um nada,
minha desgraçada gente!
Não somos nem pó,
minha desgraçada gente!
Estamos
(Ou já fomos há Eras?)
riscados dos Livros
Alvos,
nossos nomes
estão todos
nos Livros
Abortados!
Sem chances
de apagados ficarmos
na tinta da pena
dos Escribas
Abortados!
Aqui neste mundo
chamado Planeta
Terra Dos Infernos
somos todos personagens
dos Terríveis Contos
Da Deusa Desgraça!


Vocês riem
disto?
Vocês acham graça
nisto?
Vocês desacreditam
desta verdade?
Vocês ignoram
esta verdade?
Não importa,
a Deusa Desgraça,
mesmo assim
Age,
interagindo conosco
no café da manhã,
no almoço,
no lanche da tarde,
no jantar,
no dormir,
no despertar,
no foder,
no morrer,
no vi…


No viver?
Vocês acham que
vivemos,
Desgraçados?
Vocês crêem que temos
alguma vida,
Desgraçados?
Vocês pensam
muito nisto,
Desgraçados?


Ah,
sei que não pensam,
afinal de contas
a extrema ignorância
é o bem maior
para uma Raça inteira
afogada nos
Oceanos Da Deusa
Desgraça.


Humanidade,
nossa desgraça
em conjunto
tem muitos fins
e infinitos meios
de crescimento.
A ignorância
é fabulosa,
espetacularmente
gigantesca,
que dantesca
desgraça…


As portas batem,
as janelas quebram,
o teto desaba,
o piso racha,
o portão é pulverizado,
o quintal é incinerado,
e,
ainda assim,
vocês nada vêem,
DESGRAÇADOS!!!


Inominável Ser
HUMANAMENTE
DESGRAÇADO





Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: