quarta-feira, 6 de julho de 2016

O Obscuro Sábio A Caminhar Entre As Terrestres Misérias


Old Man 2 - rickystinger88


As angústias crescentes
da humana massa
de dementes cegos
em marcha para
o certeiro fim
mais ignóbil
atingem os Céus
e derramam-se
nos Infernos,
mas ele caminha
bem tranquilo
entre o sopro
de decadência
deste desgraçado
terrestre solo.


As bombas caem
ao leste,
as crianças choram
em cidades devastadas,
massacres erguem-se
entre humildes povos,
terrorismos vários
organizam os dias
e as noites
das nações,
mas,
ele segue caminhando
em sua sábia
tranquilidade
entre braços arrancados,
cabeças esmagadas
e línguas trituradas.


Crianças
são mortas
pelos fardados
de São Paulo;
pessoas comuns
são mortas
em Istambul
pelos lunáticos
de um Estado
contestado;
refugiados sírios
são mortos
em Berlim
pelos podres
filhotinhos de Hitler
ainda por lá
a crescerem;
heteros,
gays,
lésbicas,
transexuais,
travestis
e bissexuais
são mortos
diariamente
em todas as cidades
deste mundo
degenerado;
brancos,
negros,
amarelos
e vermelhos
são igualmente
mortos
por cada cidade
deste mundo
arrotado;
mas,
sereno como
todo leve sopro
de leve vento,
tranquilo como
todo balançar
de folhas
de cerejeira
ao vento,
ele vai seguindo
caminhando.


É assim desde
a primeira cidade
a ser erguida
promovendo o início
da Desgraça Eterna
que é
a terrestre civilização.


É assim desde
o primeiro
sangue a ser
derramado
no terrestre solo
deste mundo
miseravelmente
vil,
sujo,
quebradiço
e atrofiado.


E continuará
sendo
até o findar
de todo
O Tempo
no Grande
Colapso.


Assim É,
Assim Foi,
Assim Será,
mas,
As Baladas
Da Deusa Miséria
não perturbam
o tranquilíssimo
caminhar
do Obscuro Sábio
a tudo observar
imperturbável.


Algo muito
diferente
do seu caminhar
pela Terra,
miserável.


Inominável Ser
UM OBSCURO
POÉTICO
TENSO
CAMINHANTE




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: