terça-feira, 4 de outubro de 2016

A Verdadeira História Terrestre Miseravelmente Cantada Suavemente


Sanitarium - Grzegorz Kmin


Sonhei com um homem
de olhos perfurados
e mãos cortadas,
mãos que assim mesmo
brandiam com vigor
as cordas de um violão
coberto de sangue
e lama.
Ouvi com atenção
o que ele cantava,
sentado sobre
uma colina
que tinha em redor
cadáveres decompostos
e as cinzas
de cidades mortas.
Sua voz era suave,
transmitindo uma dor
que não consegui
esquecer,
uma dor pelo
Ontem,
pelo
Hoje
e pelo
Amanhã
da Terra.
E enquanto ouvia
aquele cântico
que parecia um réquiem
para toda a
Humanidade,
vi passar diante
de meus olhos
as passagens
mais bárbaras,
cruéis
e aterradoras
da História.
O Estupro
de Nanking;
O Holocausto
Judeu;
O Massacre
do Carandiru;
A Santa
Inquisição;
O Terror
da Revolução
Francesa;
A Escravidão
em todas as partes
e épocas
do mundo;
A Chacina
de Vigário Geral;
A Chacina
da Candelária;
A Chacina
de Acari;
As atrocidades
do Império
Romano
em seu todo;
A crueldade
fanática
assassina
do Estado
Islâmico;
Todos os
Estupros;
Todos os
Holocaustos;
Todos os
Massacres;
Todas as
Chacinas;
Enfim,
todos os crimes
da História
deste planeta
de asquerosos
desgraçados
malditos
miseráveis
vermes
chamados
seres humanos…
Me ajoelhei sobre
um cadáver deteriorado
à minha frente
e tentei orar…
Orar a quem?
Orar para quê?
Orar por quê?
Orar?
Chorar miseravelmente
foi o que consegui fazer,
ouvindo aquela música
a falar de crueldade
na suave voz
de um homem
muito mais antigo
do que todos nós.
Chorar como um
miserável humano,
tão miserável
quanto você,
foi o que me restou.
A Verdadeira História
Terrestre
não está nos livros,
nem é ensinada
por professores,
por melhores que
estes sejam.
Tente ver
o que eu vi
e se manter
são,
humano miserável.
Miseravelmente,
eu sou um louco
ao continuar tentando
abrir os miseráveis
iludidos olhos
de toda esta
Desgraçada
Humanidade…


Inominável Ser
UM INOMINÁVEL
HISTORIADOR
DA VERDADE
HUMANA
DA VERDADE
TERRESTRE




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: