sexta-feira, 28 de outubro de 2016

.........


Ilary 4 - Jan Saudek


As testemunhas de nossos
êxtases e agonias,
prazeres e lágrimas,
docilidades e amarguras,
gozo e desgosto,
torcem para o nosso
fim
ou elevação.
Seu amigo invisível
pode ser uma raposa
insensível;
seu inimigo invisível
pode ser apenas
um rigoroso mestre;
quem,
entre todos nós
cegados pela
Matéria,
poderá saber
das intenções
dos que nos seguem
como névoa
e bruma?
Punhais ou livros,
revólveres ou pincéis,
bombas ou penas,
machados ou braços abertos,
eles podem ter…
Terrível não saber
o que cada um
pode de nós
querer
ou fazer…
Meçam,
então,
cada quantidade
de vitórias
e derrotas
vocês tem
e saberão…
Não,
isso será
também em vão…
As testemunhas
estão caladas
em nosso redor…
Tramando contra
ou a favor de nós?
Nos consolando
ou zombando de nós?
Nos fortalecendo
ou enfraquecendo?
Nos erguendo
ou continuamente
nos derrubando?
Precisamos Abrir
Os Olhos
para verdadeiramente
sabermos
qual a direção
de nossos invisíveis
consortes.


Inominável Ser
UM VISÍVEL
CURIOSO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: