segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Demoníacas & Assassinas - Goes Mariano & Inominável Ser


It's your problem - Budnik


Toda mulher é um Demônio,
Toda mulher é uma assassina,
Quero ser por todas possuído,
Quero ser por todas assassinado,
No ato mais caro
De uma noite de luxúrias
Que erga todas as hordas
De sexuais legiões infernais.
Quero isto mais do que tudo,
Uma definitiva noite
De perfeita entrega
Ao demoníaco cântico
Das curvas femininas,
Ao assassino mapa
Das entradas femininas...
Uma morte nas mãos
Que me dilacerem
As pregas
E os pensamentos!
Uma morte na lâmina
De uma faca oferecida
A Lilith!
Uma morte,
Enfim,
Onde eu receba
A relíquia do
Mais Supremo Êxtase!
Uma morte,
Sim,
Gozando inteiro,
Gozando intenso,
Gozando absoluta,
Entre as demoníacas armas
De todas as
Fêmeas assassinas!


As assassinas fêmeas, gêmeas das tempestades
Com tênias gordas e peludas, poços de promiscuidades
As garras finas dos dentes, os tentáculos das mãos
Enxofres de penitentes, subindo gazes dos vãos
Abocanhando vaginas, a baba de Satanás
Devora almas caídas, do Olimpo dos Orixás
As carnes cruas são doces, as posses são violentas
Parindo apoteoses pelas bucetas sangrentas
Arrancam do oco do peito, o verme do coração
Tingindo as unhas vermelhas do afrodisíaco vinho
Que tem gemidos do inferno, por tenebrosa oração
E fazem do gozo espinho, ou do espinho ferrão
Putanas desde Babel, abrindo o largo caminho
Que bem pode dar no céu, como a funda escuridão.


Goes Mariano
& Inominável Ser
DEMONIACAMENTE
ASSASSINADOS




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: