sábado, 28 de janeiro de 2017

A Melancolia De Um Eterno Cemitério


Catacombs of Paris - Autoria Desconhecida


Os melancólicos ossos profetizam…

Os melancólicos ossos dançam…

Os melancólicos ossos cativam…

Os melancólicos ossos jogam…

Os melancólicos ossos cortam…

Os melancólicos ossos oprimem…

Os melancólicos ossos corroem…

Ossos tão melancólicos…

Ossos tão melancólicos…

Ossos tão melancólicos…

Neste cemitério, é tudo melancólico…

As grandes coisas ficaram
bem para trás,
os grandes sonhos morreram
no meio do palco
que fica ao lado
de toda sepultura
de cada sonho humano
enterrado.

Neste cemitério, é tudo melancólico…

As músicas belíssimas ouvidas
na distante infância
estão destruídas,
balões mágicos rasgados
pelo cruel passar dos dias,
fantásticos poderes caídos
aos pés de ídolos hoje
ridículos enterrados junto
com todos que hoje também
não mais os veneram

Neste cemitério, é tudo melancólico…

A altitude que almejada fora
no remoto passado nada tolo,
passado que se distanciou
das esperanças que se faziam
luzidias fogueiras de sorrisos,
hoje é uma defunta desesperada,
se debate na cova,
se revolta na cova,
se desgraça na cova,
como as esperanças de todos
os mortais.

Neste cemitério, é tudo melancólico…

Deus está lá morto na Viela
que leva o nome Dele,
Deuses estão mortos em alguns
cemitérios como este
(alguns aqui estão enterrados),
Anjos são mendigos pedindo
que todos hoje tenham uma
sincera fé no Pó venerado
pelo estúpido rebanho que
ainda lhes ouve,
Anjos estão enterrados,
O rebanho é amontoado de
zumbis deteriorando-se,
aqui mesmo tem ovelhas
e pastores de ovelhas
muito bem enterrados.

Neste cemitério, é tudo melancólico…

O Diabo somente fica fumando
o cigarro Dele por aqui,
O Diabo é outro zumbi de um
antigo lendário tempo onde
as altas fantasias reinavam
pelas fáceis medrosas mentes,
Demônios fazem tudo acima
de toda cova,
Demônios roubam,
Demônios enganam,
Demônios viciam,
Demônios guerreiam,
Demônios aprisionam,
Demônios escravizam,
Demônios matam,
Demônios enforcam,
Demônios estupram,
Demônios que não estão
no Inferno,
Demônios que não são
religiosas mentiras,
Demônios que não são
tenebrosos desenhos,
Demônios que são todos
os maiores habitantes daqui,
Demônios representados
por algo que não está longe,
Demônios sendo isto aqui
sem nenhum motivo para
disfarçarem o que fazem:

O Ser Humano.

Neste cemitério, tudo é melancólico…

E os cadáveres teimam em não
ficarem definitivamente
enterrados.

Inominável Ser
INOMINÁVEL
CADÁVER
ENTERRADO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: