quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Anjo Fodedor Do Povo Do Inferno


Angel Dust - Lucie Kout


Anjo
Que causa a desordem
No Céu onde Demônios
Fodem Anjos
Diante do sorriso
E das punhetas
De Deus

Anjo
Que voa em desalinho
Com céus estrelados
E somente sabe
Singrar céus nublados
E de tempestades
Onde suas asas batem
A favor dos raios
E dos trovões

Anjo
Para o qual
Se devotam
Todos os fodedores
Desta Terra
Com um fanatismo
Que ultrapassa
As vacas histéricas
E os cães raivosos
Das igrejinhas
Evangélicas

Anjo
Fodido por Priapo
Diante do Ápice
Da Lua Negra
Como um sacrifício
Aos Deuses Obscuros
Que Velam
Pela Carnal Perdição
Das Humanidades

Anjo
Vagabundo
Por profissão
Vadio
Por opção
Venenoso
Por condição
Sedutor
Por certeza
De todos
Por natureza

Anjo
Que segue o cheiro
Do pau
Que segue o cheiro
Do cu
Que segue o cheiro
Da buceta
Que segue o cheiro
Do suor
Que segue os cheiros
Da foda
Executando uma dança
De sensual ritual

Anjo
Que ouve os gemidos
De cada leito
Em todos os
Luxuriosos Pontos
Onde ele possa
Sugar o
Sangue menstrual
Beber do
Esperma a gritar
E vibrar com o
Orgasmo mais fatal

Anjo
De asas
Libidinosas
De asas
Impuras
De asas
Safadas
De asas
Libertinas
De asas
Insaciáveis
De asas
Fodedoras

Anjo
Na sua
Cama
Na minha
Cama
Em todas as
Camas
Batendo asaa
Para nossos
Prazeres mais
Profundos
Proibidos
Asquerosos
Ridículos
Soberanos
Enlouquecidos
Insensatos
Danosos
E Essenciais

Anjo
De rubro coração
Acostumado com
As Carnais Sombras
E sempre evocado
E invocado
Pelos fodedores
De toda
A Terra
A todo tempo
Em todos os
Tempos
No Tempo

Anjo
Que Canta
Louvores
Ao Carnal
Inferno

Anjo
Que Glorifica
Todos
Os Deuses
Do Sexo

Anjo
Que Abençoa
Todos
Os Demônios
Do Sexo

Anjo
Fodedor
Do Povo
Do Inferno

Inominável Ser
AMIGO
DESTE ANJO
TARADO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: