domingo, 22 de janeiro de 2017

.........


Vampire Masquerade Toreador - Tinebra


O Predador sente o cheiro
do alimento maior preparado
entre as afiadas mandíbulas,
um manjar de rubra festa
para bárbaros desejos
inomináveis.
O Predador se aconchega
ao corpo frio de sua amante,
acima de uma cama de ossos,
ossos de alimentos do Ontem,
ossos de alimentos do Hoje,
ossos de alinentos do Amanhã.
O Predador suga entre as pernas
de sua amante
do negro líquido que corre
nas frias veias de todos os
Noturnos Predadores,
uivando em seguida para
a Lua Negra Mãe
A Gargalhar.
O Predador abraça sua amante,
mais um alimento entre
tantos alimentos,
que acabara de sugar
até a última gota de
negro sangue.
O Predador arranca a cabeça
de sua amante por Eras
e olha para sua nova amante
que durará Eras
ao seu lado.
A Nova Presa está nua,
deitada sobre a cabeça
da Antiga Presa.
A Nova Presa abre as pernas,
passando a urinar negro sangue
de sua buceta eterna.
A Nova Presa geme de amor,
O Amor Entre O Predador
E Sua Presa Assassinada.

Inominável Ser
UM NOTURNO
PREDADOR




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: