sexta-feira, 2 de junho de 2017

Último Leito - Goes Mariano


Matas a carne humana em que me vestes
se não podes matar o meu amor
Destes-me asas para os chãos agrestes
E um coração para sentir só dor

Levas-me para a terra que enaltece
se não podes levar-me para o céu
Se tudo que é beleza envelhece
e todo riso torna-se cruel.

Livras-me da matéria inglória e impura
concedes-me total esquecimento
Que no leito final da sepultura

Eu durma finalmente como um rei
cansado da tortura e da loucura
Que em solo humano, nunca descansei

Anjos urbanos
@Direitos reservados




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: