quinta-feira, 15 de março de 2018

Oração A Tranca-Rua Das Almas


Tranca-Rua Das Almas - Walmir S. Archanjo


Meu Amigo,
Meu Compadre,
Meu Guardião,
Que na hora amarga,
Que no tempo rijo,
Que na rua perigosa,
Que na esquina selvagem,
A Tua espada esteja
Brandida contra aqueles
Que querem cortar
A minha carne.
Dos ladrões,
Dos assassinos,
Dos torturadores,
Me livrai com Tua
Energia destruidora
De vontades destrutivas.
Daqueles cujos lábios
Encaminham para
O baixo caminho,
Daquelas cujos lábios
Enlouquecem retirando
Do bom caminho,
Me afaste com
A ponta do Teu tridente
Para eles apontada.
Nas angústias,
Nas perdas,
Nos tropeços,
Nas dificuldades,
Nas derrotas,
Pegue em minhas mãos
E  me aconselhe
Falando a cada batida
Do meu coração
Com a Tua sabedoria
De séculos como
Combatente Maior.
Com a Tua capa,
Visível aos meus
Verdadeiros Olhos,
Aqueles que são
Meus verdadeiros
Amigos na carne
E fora da carne,
Possam ser protegidos
Das ameaças
Do Baixo Astral.
Tranca-Rua Das Almas,
Que sob os Teus
Mistérios Maiores
Eu esteja seguro.
Tranca-Rua Das Almas,
Que sob a fumaça
Do Teu charuto,
Eu esteja oculto
Dos olhares nocivos
De todos que são
Meus inimigos.
Tranca-Rua Das Almas,
Que sob a energia
De todos os Teus
Instrumentos de trabalho,
Eu esteja aprendendo
A enxergar o mundo
Com os teus olhos.
Tranca-Rua Das Almas,
Que possamos juntos
Dar o que somos
Aos que choram
Estremecendo na alma
E aos que sofrem
Rosnando nas Trevas.
Meu Amigo,
Meu Compadre,
Meu Guardião,
Que Assim Seja,
Assim É,
Assim Será.

LAROYÊ ESÙ!!!!

LAROYÊ ESÙ!!!

LAROYÊ ESÙ!!!

Inominável Ser
EM ORAÇÃO
A TRANCA-RUA
DAS ALMAS
O VERDADEIRO
DONO DA RUA




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: