quarta-feira, 14 de março de 2018

Quem - Ana Clara Piai



Quem vai te amar quando as palavras escorregarem débeis em sua boca?
Quem te amará quando suas mãos perderem a cadência?
Quem te amará quando tua mente for escuridão e quando caminhanres sozinha rumo ao rio da vida?
Quem dará o óbulo a Caronte para que haja, enfim, descanso, à tua alma perdida?
Haverá lágrimas? Alguma pena?
Quem, enfim, relerá,com saudades teus velhos poemas?
Quem dirá: eu sabia! e chorará escondida?
Quais aves cantarão quando eu passar pela velha praça com o olhar perdido?
Quais serão as pessoas que falarão de mim aos meninos?
Não ouço vozes. Não vejo vultos.
Mas juro que percebo o barulho do tempo dentro da minha cabeça. 
Ele range com tamanha ferocidade!
Range e passa. Passa e range.
Eu, passado. Eu, distante.

AngelPiai




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: