[Salazar Theodor] icarus - Icaro Sales



Vagando por entre as sombras
Solitário e cauteloso mantenho meu olhar no escuro
Segurando minha Sedenta bestial, espada de fio longo.
Vestido com a armadura metálica e esbelta de metal puro.

Carrego comigo a esfera de cristal
Ela prediz o destino e me faz seguir cada traço do mau.
Roubei um par de asas do meu ultimo inimigo, um demônio angelical.
Agora mesmo sozinho, sinto-me vigiado... um grupo alado.

Venho tentando não topar-me com ninguém
Não há ser que mereça meu anseio
Minha paixão ortodoxia... meu paradoxo letal.
Fatiar ou cortar ao meio?
Entre tanto os oponentes que tenho, são frios e inteligentes,
Nem por isso podem ser chamados de gente, eu viajo matando bestas diferentes.




0 Comentários: